Encontro de CEBs acontece na prelazia do Xingu

Arlindo Pereira Dias, SVD

No último dia 13 de agosto, o município de Brasil Novo, na prelazia do Xingu (PA) acolheu cerca de 1.100 pessoas para a abertura do 19º Encontro de Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) da Transamazônica Santarém - Cuiabá.

Segundo Paulo Cesar de Souza, da paróquia de Brasil Novo e membro da coordenação geral, o encontro contou 153 voluntários distribuídos em 23 equipes de serviços. Durante três dias o evento contou com cerca de 600 pessoas e teve por lema "CEBs e projeto popular". "Não queremos projetos de gabinete, porque temos visto que estes projetos que caem de cima não estão nos beneficiando. As comunidades querem criar projetos populares alternativos de resistência em defesa da vida", explicou.

Realizado durante 19 anos consecutivos, o encontro contou com representantes da diocese de Santarém e das prelazias de Itaituba, Cametá e Xingu. O bispo do Xingu, dom Erwin Krätler, relembrou que esta caminhada das CEBs começou em 1972 quando aconteceu o grande encontro dos bispos do Amazonas.

"Ela mudou a nossa maneira de realizar a evangelização que no passado era baseada na desobriga e na festa dos Santos. Na prelazia do Xingu, as comunidades que estão até hoje nesse trabalho começaram a se espalhar. Foi um verdadeiro pentecostes porque os leigos assumiram os compromissos decorrentes de suas responsabilidades batismais".

No fim de semana, dias 14 e 15, o trabalho foi dividido em oficinas a partir dos temas "Segurança Publica na Amazônia, Ecologia e Fé, Sustentabilidade na Amazônia, CEBs e suas organizações". O bispo emérito de Goiás Velho, dom Tomas Balduino, esteve presente e abordou a temática "Crise nos Movimentos Sociais e Partidos Políticos". A questão da barragem de Belo Monte (em vias de ser construída na região) e seus efeitos devastadores para a floresta Amazônica esteve também em discussão durante os dias do encontro.

Na tarde do sábado os participantes realizaram visita missionária as famílias da cidade de Brasil Novo e houve uma noite cultural.

Ontem, 16, as comunidades da paróquia e os participantes se reuniram para a celebração de ação de graças pelos 75 de prelazia do Xingu. Entre os inúmeros mártires da terra na prelazia está a irmã Dorothy Stang. Missionária Estadunidense assassinada devido a seu compromisso com os imigrantes e posseiros sem-terra. A assembleia decidiu que o encontro do próximo ano será na cidade de Pacajá.

 

Fonte: Revista Missões

Deixe uma resposta

16 + três =