Nota de pesar pelo falecimento do padre Josiah K'Okal

O Cimi manifesta pesar pela morte do padre Josiah K’Okal, missionário da Consolata que atuou em defesa dos direitos do povo Warao na Venezuela e no Brasil.

Por Assessoria de Imprensa do Cimi

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) manifesta pesar pelo falecimento do padre Josiah K’Okal, missionário da Consolata, que atuou junto ao povo Warao na Venezuela e também acompanhou, com muita dedicação e proximidade, o processo de mobilidade de grupos deste povo em território brasileiro.

Alegre, apaixonado pela causa dos povos indígenas e determinado no anúncio e na denúncia, o padre K’Okal se destacou na defesa dos direitos do povo Warao na Venezuela e também no Brasil, onde sempre insistiu para que o Estado brasileiro os reconhecessem como povo indígena, sujeito de direitos coletivos.

Padre K’Okal contribuiu significativamente com diversas equipes do Cimi, dentre outras entidades pastorais e organizações de direitos humanos, na compreensão e contextualização do histórico processo migratório protagonizado pelo povo Warao. Também participou do Núcleo de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais da Rede Eclesial Panamazônica.

Em seu trabalho junto aos povos indígenas, sempre manteve contato com grupos familiares Warao nos diversos estados do Brasil, ao passo que mantinha seu trabalho diário e encarnado junto às comunidades Warao no Delta Amacuro, na Venezuela, no território tradicional deste povo.

Manifestamos nosso reconhecimento e gratidão imensa pelo trabalho e a vida do padre K’Okal, bem como nossa solidariedade com seus familiares, com os missionários da Consolata e com o povo Warao, que viu em K’Okal um companheiro e um aliado na defesa da vida.

Yakeraja toarau daría omi, maraisa!

Vai em paz, amigo!

Conselho Indigenista Missionário

Deixe uma resposta

2 × três =