Formação do IMC em discussão em Bogotá, Colômbia

Formadores da Consolata reunidos em encontro trocam experiências e elaboram guia para formação em todo o continente americano.

Por Julio Caldeira

Estão reunidos no Centro de Missão e Cultura, em Bogotá, de 11 a 16 de julho de 2016, 16 missionários da Consolata de sete nacionalidades, para o encontro de formadores do continente americano, com o objetivo de reunir experiências formativas que estão realizando em seus países e revisar o documento elaborado em 2013 em Buenos Aires, para atualizá-lo e traçar linhas de formação no continente para a missão Ad Gentes.

formadoresbogotaParticipam do encontro os padres Mauricio Guevara (Argentina), Job Mbutu, Urbanus Mulati e Francisco López – Paco (Brasil), Stephen Ngari (Amazônia – Brasil), Andrea Bignotti (Venezuela), Daniel Wolde (México), Armando Olaya, Angelo Casadei, Adalberto López, Genaro Ardila, Ricardo Bocanegra, Kennedy Kimathi, Venanzio Mwangi, Diác. Beni Nzung'Áloets (Colômbia – Equador) e o padre Salvador Medina (Conselheiro Geral).

O padre Armando Olaya, atual superior da Região Colômbia-Equador e coordenador da equipe continental de formação, disse que este é um momento inspirador do processo formativo na América, que se iniciou com o encontro de formadores realizado em Buenos Aires, em julho de 2013, de onde se traçaram as linhas atuais de formação em todo o continente e para a missão Ad Gentes. Recordou que ali nasceu o documento de Buenos Aires, inspirando a formação das comunidades apostólicas formativas (CAF) em Mendoza (Argentina) e em Cali (Colômbia). Afirmou que “o documento continua sendo inspirador, porém, que algumas realidades têm sofrido alterações, temos que recorrer às experiências que se realizam com vistas ao Capítulo Geral do próximo ano, com o caminho mais consolidado em todo o continente. Temos pensado que este seria o momento oportuno para nos encontrar para revisar e atualizar o documento de Buenos Aires. Vamos recolher as experiências de cada etapa, reorientá-las e atualizá-las”.

Padre Francisco López (Paco), formador do seminário teológico no Brasil, ressalta que “o objetivo que temos como formadores é buscar, desde as experiências que trouxemos, melhorar a formação e realizar este projeto que sirva para todo o continente, tendo sempre presente todas as exigências da missão e desde as opções missionárias que temos como Instituto na América; é necessário formar para responder a estas opções, sem perder de vista o formar para o Instituto e a missão universal da Igreja. Nossas expectativas são delinear o projeto que nos ajude a esta formação no continente e para o continente".

O conselheiro geral e responsável pelo continente americano, padre Salvador Medina reconhece que “colocar um trem em movimento não é fácil, mas parece que este trem (encontro) se movimenta rápido. Suponho que por três motivos: primeiro, por um bom programa prévio, anunciado a todos. Assim, todos sabiam a que vinham; segundo, uma boa disposição de todos, todos estavam preparados; e terceiro, porque a oração de início do encontro nos colocou em marcha e motivou nossa participação desde o primeiro instante”. Sua expectativa é que o documento de Buenos Aires (de 2013), junto com o documento que saia deste encontro será o mapa-guia para os próximos passos da formação no continente. Este documento deve enriquecer o de Buenos Aires: realidade, formação das comunidades, metodologia, conteúdo etc.

bogota3menorPara o bom andamento do encontro, foram eleitos como coordenadores os padres Adalberto López e Venancio Mwangi e para a secretaria, responsáveis para realizar a síntese diária e o documento final, os padres Andrea Bignotti, Francisco López e Genaro Ardila.

Os dois primeiros dias de trabalho foram dedicados a compartilhar o caminho do processo formativo: proposta vocacional, acompanhamento, discernimento e tomada de decisões; etapas do propedêutico, filosofia, noviciado, teologia e todo o processo de formação contínua.

No último dia do encontro estarão presentes os superiores do Brasil (Sul e Amazônia), Canadá e Venezuela, pois o encontro dos superiores do continente Américas se realizará de 14 a 21 de julho em Bogotá, Colômbia.

Deixe uma resposta

8 + 12 =