Papa nomeia núncios para a Costa do Marfim, Paquistão e Cazaquistão

Francisco destinou dom Rueda Beltz, durante anos organizador de suas viagens apostólicas, ao país africano, enquanto ao Paquistão e ao Cazaquistão enviou dom Germano Penemote e dom George Panamthundil, respectivamente.
Por Vatican News

Por mais de quatro anos, de 2016 a 2020, ele viajou pelo mundo ao lado do Papa Francisco como responsável organizador de suas viagens ao exterior e, nos últimos dois anos e meio, atuou como subsecretário da Seção para o Pessoal Diplomático da Santa Sé. Agora chegou a hora de dom Mauricio Rueda Beltz deixar o Vaticano e se mudar para a Costa do Marfim, onde o Papa o nomeou hoje, 16 de junho, como núncio apostólico, elevando-o ao mesmo tempo à dignidade de arcebispo. Foi o próprio cardeal Secretário de Estado Pietro Parolin que anunciou a nomeação esta manhã durante uma breve cerimônia.

Colombiano de Bogotá, 53 anos, dom Beltz é sacerdote desde 1996, é formado em Direito Canônico e entrou para o serviço diplomático da Santa Sé em julho de 2004. Serviu nas Representações Pontifícias na Guiné, Chile, Estados Unidos e Jordânia. Ingressou na Secretaria de Estado, na Seção de Relações com Estados e as Organizações Internacionais, e depois foi designado para a Seção de Assuntos Gerais como responsável das viagens apostólicas. Após essa designação, e antes da atual, foi transferido para a Nunciatura Apostólica em Portugal. Ele fala francês, inglês, italiano e português.

Os novos núncios no Paquistão e no Cazaquistão

As decisões do Papa também se referem a dois países asiáticos. No Paquistão, Francisco nomeou como núncio apostólico o sacerdote africano Germano Penemote, de 53 anos, até então conselheiro da nunciatura, elevado à dignidade de arcebispo. Nascido em Ondobe, Angola, ele foi ordenado sacerdote em 1998. É formado em Utroque Iure e ingressou no serviço diplomático da Santa Sé em 2003. Trabalhou em nunciaturas no Benin, Uruguai, Eslováquia, Tailândia, Hungria, Peru e Romênia. Ele é fluente em francês, inglês, italiano, português e espanhol.

Como núncio apostólico no Cazaquistão, o Papa nomeou o padre George Panamthundil, que também está servindo como conselheiro da nunciatura e foi elevado à dignidade de arcebispo. Natural da cidade de Trivandrum, Índia, nascido em 1972, ele foi ordenado sacerdote em 1998. É formado em Direito Canônico Oriental e, desde 2005, atua no serviço diplomático da Santa Sé, onde trabalhou na Costa Rica, Guiné, Iraque, Áustria, Israel e na Delegação Apostólica em Jerusalém e Palestina, bem como na Representação Pontifícia em Chipre. Também poliglota, ele sabe francês, inglês, italiano, espanhol e alemão.

Fonte: Vatican News

Deixe uma resposta

dois × um =