Ano de S. José: “no seu silêncio faz as vezes de Deus”

O biblista, José Carlos Carvalho, ajuda-nos a descobrir como é que a Bíblia fala de S. José.

Por Rui Saraiva

Neste Tempo de Quaresma estamos a viver um ano especial dedicado a S. José, nos 150 anos da sua declaração como padroeiro universal da Igreja feita pelo Papa Pio IX a 8 de dezembro de 1870.

A partir dessa data celebrada em 2020 e até 8 de dezembro deste ano de 2021 a Igreja vive um momento especial para celebrar S. José. Segundo o Papa Francisco “depois de Maria, a Mãe de Deus, nenhum Santo ocupa tanto espaço no magistério pontifício como José, seu esposo”.

Nesta Quaresma vamos descobrir como é que a Bíblia fala de S. José na reflexão do biblista José Carlos Carvalho. O professor de Sagrada Escritura da Universidade Católica Portuguesa é um dos responsáveis pela nova tradução da Bíblia para a Conferência Episcopal Portuguesa e já, em diversas ocasiões, colaborou com a Rádio Vaticano e o Vatican News. Desta vez, o som é da Agência Ecclesia na reportagem do jornalista Octávio Carmo.

“José tem a missão de acompanhar Maria e o Menino” ligando Jesus às promessas da ‘casa de David’ – refere José Carlos Carvalho assinalando que essa ascendência é muito visível no Evangelho de S. Mateus.

José Carlos Carvalho sublinha a importância de Belém, cidade da ascendência de S. José, como berço do Messias dizendo que “Belém estava na memória de Israel, nas expectativas messiânicas, como a cidade da qual proviria o Messias”.

O biblista português refere que S. José através do seu trabalho sustenta a sua família e “no seu silêncio faz as vezes de Deus”. Nos dias de hoje S. José seria “uma espécie de cuidador” dando todas as condições para Jesus crescer – afirma.

O Papa Francisco convocou este Ano de S. José através da Carta Apostólica “Patris Corde”, “Coração de Pai”.

Laudetur Iesus Christus

Fonte: Vatican News

Deixe uma resposta

vinte − nove =