Ordenação episcopal de Mons. Marengo no Santuário da Consolata

Pe. Giorgio Maremgo em Arvaiheer na Mongólia. Foto: Flavia Müller.

Neste sábado, dia 8 de agosto, às 10 horas (horário local), no Santuário da Consolata em Turim na Itália, Mons. Giorgio Marengo, IMC, nomeado Prefeito Apostólico de Ulaanbaatar na Mongólia, será ordenado Bispo pelas mãos do Cardeal Luís Antônio Tagle, assistido pelo Cardeal Severino Poletto e pelo Arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia.

Por Jaime C. Patias *

Nomeado pelo Papa Francisco, Prefeito Apostólico e Bispo de Ulaanbaatar, capital da Mongólia, no passado dia 02 de abril, o Padre Giorgio Marengo, IMC, será ordenado Bispo no Santuário de Nossa Senhora Consolata em Turim, norte da Itália, neste sábado, dia 8 de agosto, às 10 da manhã (hora local). Todos os que desejarem poderão unir-se em oração por meio das redes sociais e acompanhar ao vivo na página do Facebook dos Missionários da Consolata e da Pastoral Juvenil da Arquidiocese de Turim, no canal Youtube consolatavideos e TV ao vivo em Telecupole, digital terrestre 15, Sky 824, TivuSat422.

Links para a Transmissão Ao Vivo:

Youtube - https://youtu.be/v8zKLIOn_Y4 (consolatavideos)

Facebook - https://www.facebook.com/missionariconsolata/live/

O missionário da Consolata esperou até o último momento pelas condições favoráveis para organizar a consagração episcopal na Mongólia, onde teria sido natural que isso acontecesse. Mas devido às restrições adotadas pelo governo para conter a pandemia de Covid-19, avaliou-se que não seria possível realizar a celebração com a presença de bispos e convidados do exterior. A solução foi fazê-la na Itália onde já são permitidas celebrações embora com algumas restrições pois o coronavírus ainda circula pela Europa.

Reconhecimento

Até o presente, Padre Giorgio Marengo era conselheiro Regional IMC da Ásia e pároco da Maria Mãe da Misericórdia em Arvaiheer, Mongólia. Foi-lhe atribuída a sede titular de Castra Severiana. A sua nomeação como Bispo é um reconhecimento ao trabalho do pequeno grupo de missionários e missionárias da Consolata que chegaram na Mongólia em 2003. Representa também um novo compromisso para fazer crescer a Igreja em um país da Ásia em situação de primeira evangelização. Mongólia conta com aproximadamente 3,2 milhões de habitantes e apenas 1.300 batizados católicos.

Trabalham atualmente na Mongólia, sete Irmãs missionárias e cinco padres missionários da Consolata em Ulaanbaatar e Arvaiheer.

Mons. Giorgio Marengo, IMC, fala sobre a sua ordenação episcopal

A escolha do Santuário da Consolata também não é acidental. Com este gesto, a comunidade cristã na Mongólia deseja expressar antes de mais nada uma profunda gratidão à Consolata por ter enviado os seus missionários para as terras distantes da Mongólia. Foi a Consolata que quis os seus missionários na Mongólia e, portanto, é à sua Proteção que toda a Prefeitura Apostólica é confiada.

“Que a consagração episcopal tenha lugar em Turim é o resultado de um misterioso entrelaçamento de acontecimentos e é um dom completamente inesperado – explica Padre Giorgio - Os laços de amizade e colaboração que nos unem levariam certamente todos vocês a querer participar da celebração no Santuário da Consolata, mas infelizmente isso não será possível: de fato, ainda estamos em tempos difíceis e não podemos esquecer disso”.

Biografia

giorigio-maremgo

Filho de Silvio e Ghiglia Laura, Padre Giorgio nasceu em Cuneo na Itália, no dia 07 de junho de 1974 e viveu em Turim, crescendo entre estudos, esportes (esgrima) e escuteiros. Ingressou no IMC em Turim, fez o noviciado em Vitório Veneto emitindo os primeiros votos em 25 de agosto de 1996. Fez a teologia em Roma e foi ordenado sacerdote no dia 26 de maio de 2001. Em 2003 foi enviado para a Mongólia onde se juntou ao grupo de missionários e missionárias da Consolata desenvolvendo diversos trabalhos de evangelização. Desde 2006 está em Arvaiheer, capital da Província de Uvurkhangai, a 430 km da capital Ulan Bator onde a Igreja Católica nunca esteve presente.

Desde então, Padre Giorgio tem continuado o seu compromisso missionário com um doutorado em Missiologia, pela Universidade Urbaniana de Roma, baseado numa pesquisa sobre evangelização na Mongólia com o título “Sussurrar o Evangelho ao coração da Ásia: um estudo missiológico sobre evangelização na Mongólia” publicada em livro. Padre Giorgio Marengo é também amigo dos escoteiros piemonteses e contribuiu para a redação do livro "Scout in Piemonte".

* Jaime C. Patias, IMC, Conselheiro Geral para América

Entrevista com o novo Prefeito Apostólico de Ulaanbaatar, Mons. Giorgio Marengo (Italiano)

Deixe uma resposta

4 × cinco =