Bote Fé reúne jovens de todo o estado gaúcho em Porto Alegre

A segunda edição do Bote Fé promovido pelo Serviço de Evangelização da Juventude do Regional Sul 3 da CNBB aconteceu nesse sábado (31), com a participação de centenas de jovens das 18 dioceses do Rio Grande do Sul, com objetivo de convivência e troca de experiências missionárias.

Por Judinei Vanzeto
Fotos: Divulgação

Cerca de quatro mil pessoas foram acolhidas no Teatro do Prédio 40, da Pontifícia Universidade Católica (PUCRS) para a festa de “Holywins”, ou seja, “a santidade vence”, que contou com uma celebração eucarística presidida pelo arcebispo da arquidiocese de Porto Alegre, dom Jaime Spengler. Após a celebração houve show de Gil Monteiro, Guilherme Nahan, Paulo Coutinho e Folclore 4, bem como atrações artísticas e vigília com a espiritualidade da comunidade Taizé.

000 a a a abotafe92_nSegundo os organizadores, o evento é celebrado na solenidade de Todos os Santos e tem como objetivo principal animar os cristãos na esperança da vida eterna, na vivência cotidiana da santidade.
Para Edna Machado, da paróquia São Francisco de Paula, da arquidiocese de Pelotas, que participou pela primeira vez do Holywins o evento foi muito significativo. “Nos dias atuais a gente ouve muitas pessoas desejarem sucesso e prosperidade, mas eu não vejo muito as pessoas terem a santidade como um objetivo de vida. E o Holywins é isto! Uma juventude assumindo o pedido de Jesus ‘sede santos’”, testemunhou.

Caminhada da Paz

caminhadabotafNo domingo (01) cerca de 15 mil pessoas de todas as regiões do estado marcaram presença no Bote Fé, reunidos no Anfiteatro Pôr do Sol, em Porto Alegre. O evento marcou a celebração do Projeto #EmMissão do pós JMJ.

As atividades começaram ao meio dia na Usina do Gasômetro, onde os peregrinos se aglomeraram para o início da Caminhada da Paz, num trajeto de um quilometro em direção ao anfiteatro Pôr do Sol, local do esperado show Bote Fé. A partir das 13h30 seguiram cantando alegres com sorrisos estampados no rosto e nas mãos alimentos e material de higiene, que foram entregues à Pastoral do Imigrante.

Segundo o noviço da congregação dos missionários scalabrianos, Gabriel Batistella, a acolhida aos imigrantes tem sido diferenciada. “A partir do Bote Fé resolvemos fazer uma arrecadação de alimentos para os imigrantes que chegam à Porto Alegre e vêm apenas com a roupa do corpo e pouco dinheiro em busca de melhor condição de vida”, contou.

A partir das 14h as bandas regionais Pagodes dos Anjos, Deluthi, Hava, Grecco, Projeto Nâgos, Folclore do EJA, Rota 324 e Quaerite se apresentaram no palco do anfiteatro Pôr do Sol. Entre as apresentações musicais, ocorreram momentos de demonstração de fé e testemunhos de experiências, como a entronização da imagem de Nossa Senhora Aparecida no lançamento do Projeto Rota 300, e o relato de jovens que participaram da Semana Missionária, no mês de julho, em Porto Alegre.

“O evento é para mim um momento inesquecível, muito emocionante que eu esperava muito para vivenciar”, declarou Renata Beyer, de Camaquã.

Semana Missionária

Durante a Semana Missionária, cerca de 50 jovens esteve na Fonte Colombo (que trabalha com pessoas que vivem com HIV), acompanharam o trabalho desenvolvido pela Pastoral Carcerária nos presídios, e o dia-a-dia dos trabalhadores da Vila dos Papeleiros, no Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis, Lomba do Pinheiro e na Obra Social Padre Pedro Leonardi, bairro Restinga, que atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, bem como famílias e moradores de rua.

Celebrações

No início da noite o palco deu lugar para a celebração eucarística presidida por dom Adelar Baruffi, bispo da diocese de Cruz Alta e referencial da juventude do Regional Sul 3. “Estamos celebrando a caminhada da evangelização da Juventude. Louvado seja Deus pelo projeto #EmMissão que brotou missa dom jaimeda JMJ e queremos sair daqui com a fé renovada para continuar como bons discípulos de Jesus”, reiterou dom Baruffi.

Na ocasião, o arcebispo de Porto Alegre, dom Jaime Spengler, leu a carta do papa Francisco, destinada à juventude do Rio Grande Sul (segue abaixo).

Na sequência aconteceu a atração mais esperada do show, a Banda Nacional Anjos de Resgate, que animou o público até o encerramento da festa.

Vida Religiosa Consagrada

Dentro do contexto do Ano da Vida Religiosa Consagrada, congregações apresentaram seus carismas em diversas tendas, aconselhamento, padres celebraram o sacramento da confissão e religiosos acolheram os presentes para aconselhamento pessoal e orientação vocacional.

Para a religiosa da congregação das irmãs do Imaculado Coração de Maria, irmã Maria Aparecida Barbosa, “na tenda dos carismas apresentamos aos jovens o carisma de nossa Congregação. Desta jornada esperamos que o jovem procure cada vez mais descobrir seu encantamento por Jesus Cristo, a paixão pelo seu projeto e o compromisso na comunidade. Não importante para qual congregação despertar o chamado vocacional. O importante é que descubra em Jesus o sentido da vida e se insiram na comunidade num compromisso comunitário”, comentou.

De acordo com o arcebispo da arquidiocese de Porto Alegre e presidente do Regional Sul 3, dom Jaime Spengler, o evento proporcionou testemunhar uma digna expressão de fé. “Uma expressão de fé na nossa gurizada que às vezes podemos até criticar, mas isso aqui é o testemunho de alguém que crê e sonha com o amanhã e se deixa orientar pela fé”.

Dom Jaime ressaltou a importância que os jovens têm como agentes de transformação e usou as palavras do papa Francisco: “que sejam mulheres e homens capazes de fazer a diferença para melhor no mundo e colaborar com um mundo um pouco melhor para as gerações que vem depois de nós”, avaliou.

Carta enviada pelo Papa Francisco

Informado da realização do evento católico “BOTA FÉ”, na arquidiocese de Porto Alegre, anima a todos os participantes a responderem ao Evangelho com generosidade e coragem, como corresponde a um coração jovem, conscientes de que os cristãos pela graça de Deus “se tornam templos do Espírito Santo, pedras vivas com que se constrói a Igreja” (Catecismo da Igreja Católica, 1197), reavivando o compromisso de transmitir aos outros essa alegria de serem filhos de Deus.

papabotefPor isso, o Papa Francisco recorda as palavras pronunciadas durante a sua passagem pelo Brasil: “Queridos jovens, sintam a companhia de toda a Igreja e também a comunhão dos Santos nesta missão. Quando enfrentamos juntos os desafios, então somos fortes, descobrimos recursos que não sabíamos que tínhamos.” (Eucaristia conclusiva, 28/7/2013). E, durante a Vigília, ele retomava esta pergunta feita um dia “a Madre Teresa de Calcutá: “Por onde começar”?” – Por ti e por mim, respondeu ela. Tinha vigor aquela mulher! Sabia por onde começar. Hoje eu roubo a palavra a Madre Teresa e digo também a você: Começamos? Por onde? Por ti e por mim! Cada um, em silêncio, se interrogue: se devo começar por mim, por onde principio?

Cada um abra o seu coração, para que Jesus lhe diga por onde começar” (27/7/2013). Se estivermos verdadeiramente enamorados de Cristo e sentirmos o quanto Ele nos ama, o nosso coração se “incendiará” de tal alegria que contagiará quem estiver ao nosso lado.

Com estes votos feitos oração, o Santo Padre envia a todos os participantes do “Bota Fé”, extensiva a todos os jovens gaúchos, uma propiciadora Bênção Apostólica.

Vaticano, 30 de setembro de 2015.
+ Angelo Becciu
Substituto da Secretaria de Estado de Sua Santidade

Fonte: Regional Sul 3 da CNBB

Deixe uma resposta

nove + 19 =