Papa Francisco pede fim de violência na Terra Santa

No atual contexto do Oriente Médio é, mais que nunca, decisivo se chegar à paz na Terra Santa. Isso é pedido por Deus e pelo bem da Humanidade

Por Agência ANSA
Foto: Reuters
pope_mideast

O Papa Francisco reza no Muro das Lamentações, local mais sagrado do judaismo, na Cidade Velha de Jerusalém.

O papa Francisco fez um apelo de paz neste domingo (18) e destacou a necessidade de esforços para encerrar os conflitos na Terra Santa, em referência aos atos de violência registrados nas últimas semanas em Israel e Cisjordânia.

Na celebração do Ângelus, na praça São Pedro, o líder da Igreja Católica disse que acompanha com “grande preocupação a situação de forte tensão e violência” na região. “Neste momento, é preciso ter muita coragem e muita força para pedir o fim do ódio e da vingança e poder gerir a paz”, comentou Francisco, pedindo para “todos, governos e cidadãos, terem coragem de se opor à violência e de dar passos concretos de distensão”.

“No atual contexto do Oriente Médio é, mais que nunca, decisivo se chegar à paz na Terra Santa. Isso é pedido por Deus e pelo bem da Humanidade”, exaltou o Papa.

Desde o início de outubro, uma série diária de agressões, tiroteios e esfaqueamentos provocou a morte de ao menos 40 palestinos e sete israelenses. Somente ontem (17), três palestinos foram mortos por israelenses, baleados por terem tentado esfaquear os judeus, de acordo com o governo local.

Apoiados pelo grupo islâmico Hamas, os atos já são considerados a Terceira Intifada (rebelião). As duas anteriores ocorreram entre 1987-1993 e 2000-2005, respectivamente. Diante da escalada de agressões, Israel anunciou que colocaria sua Exército nas ruas de Jerusalém e bloqueou o acesso a vários bairros e vilarejos palestinos.

Fonte: ansabrasil.com.br

Deixe uma resposta

dezesseis − 15 =