38ª Semana do Migrante

A 38ª Semana do Migrante vai ter início no dia 18 de junho de 2023 no santuário nacional de aparecida.

Por CNBB

“Migração e Soberania Alimentar” é o tema da 38ª Semana do Migrante que ocorre de 18 a 25 de junho de 2023. Já o lema “Para o Migrante, Pátria é a terra que lhe dá o Pão”, uma referência e comunhão com a Campanha da Fraternidade deste ano, que trabalhou: “Fraternidade e Fome”. A abertura da Semana será com a missa no dia 18 de junho, às 12h (horário de Brasília), no Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida (SP).

A celebração terá transmissão pela TV Aparecida e pelo portal A12, e será presidida pelo bispo da diocese de Pesqueira (PE) e membro da Comissão Episcopal para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (Cepast-CNBB), dom José Luiz Ferreira Salles,  presidente do Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM) e referencial para o Setor da Mobilidade Humana da CNBB.

“A Semana do Migrante é um momento forte de conscientização e de acolhida ao Migrante”, afirma dom José Luiz, que faz referência à fala do padre Alfredo Gonçalves, missionário scalabriniano: “Não que o flagelo da fome seja provocado diretamente pela migração, mas porque esta última representa, não raro, a fuga de uma série de carências, entre as quais destaca-se a impossibilidade de garantir ‘o pão nosso de cada dia’ com o próprio trabalho. A mobilidade geográfica tem como anseio e horizonte a mobilidade social: a pessoa busca, por meio da mudança de lugar, região ou país, um nível de vida melhor, para si mesmo e para os familiares”.

Dom José Luiz reforça o convite aos agentes das pastorais sociais, movimentos populares e organizações que trabalham com migração e refúgio, a participarem desta Semana de atividades e menciona os subsídios produzidos para animar as ações.

Durante a 38ª Semana do Migrante serão realizadas atividades em todo país, com rodas de conversa, debates, oficinas, gestos concretos com os migrantes, além de atividades virtuais.

Material:

Texto-base acesse (aqui)
Roteiro para Celebração Ecumênica (aqui)
Oração para a 38ª Semana do Migrante (aqui)
Cartaz para a 38ª Semana do Migrante (aqui)

O papa Francisco e a migração

O papa Francisco, em seus posicionamentos diante da realidade migratória, reforça com frequência os quatro verbos em atenção às pessoas migrantes: “acolher, proteger, promover e integrar”. E neste ano, em sua Mensagem para o 109º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, que será celebrado no 24 de setembro e que traz como tema “Livres de escolher se migrar ou ficar”, o pontífice reforçou: “Enquanto trabalhamos para que toda a migração possa ser fruto duma escolha livre, somos chamados a ter o maior respeito pela dignidade de cada migrante; e isto significa acompanhar e gerir da melhor forma possível os seus fluxos, construindo pontes e não muros, alargando os canais para uma migração segura e regular”.  Por fim, Francisco observou: “Onde quer que decidamos construir o nosso futuro – no país onde nascemos ou fora dele –, o importante é que lá haja sempre uma comunidade pronta a acolher, proteger, promover e integrar a todos, sem distinção nem deixar ninguém de fora”.

Fonte: CNBB

Deixe uma resposta

2 × 3 =