Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo, celebra a novena e festa da padroeira do Brasil, de 3 a 12 de outubro

O Santuário Nacional de Aparecida (SP) celebra a Novena e Festa da Padroeira do Brasil, de 3 a 12 de outubro, respondendo positivamente ao pedido do Papa Francisco. O tema da Novena deste ano, em sintonia com o jubileu de 70 anos de criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), quer aprofundar a identidade sinodal da Igreja: “Com Maria, caminhar juntos para construir uma Igreja Missionária”.

Segundo o padre Eduardo Catalfo, reitor do Santuário de Aparecida, “celebrar a Festa de Nossa Senhora Aparecida e cantar as ‘Glórias de Maria’, como ensina Santo Afonso, fundador dos Missionários Redentoristas, é sempre uma grande alegria. À semelhança da Mãe de Deus, nosso coração glorifica ao Senhor”.

Simbolizando o amor dos devotos de Nossa Senhora Aparecida pelo Papa Francisco, no início da Novena da Padroeira do Brasil, padre Marlos Aurélio, Superior Provincial dos Missionários Redentoristas, presenteou o Santo Padre com a Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Em nome do Santuário Nacional e da Família dos Devotos, padre Marlos destacou que “o presente oferecido ao Papa Francisco representa o empenho sinodal e missionário dos devotos da Mãe Aparecida que, inspirados pelo Magistério do nosso querido Papa, assumem com alegria a tarefa de fazer a Igreja de Cristo crescer na unidade, na participação, na comunhão e na partilha”.

Nos dois últimos anos, por causa da pandemia e das restrições por ela impostas, muitos devotos não puderam ser presença na Casa da Mãe Aparecida. A participação dos fiéis foi menos presencial e mais virtual, por meio da Rede Aparecida de Comunicação.

Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, enfatizou que “se nos anos anteriores a Festa de Nossa Senhora foi restrita, sem a presença e participação das grandes multidões, nosso convite para sua família visitar Nossa Senhora e seu Santuário é ainda mais decisivo: Junte-se a nós na tarefa de louvar a Deus e evangelizar”, concluiu o Arcebispo.

O irmão Alan Patrick Zuccherato, missionário redentorista e diretor de programação da TV Aparecida, lembrou que “recebem o carinho e a proteção da Mãe Aparecida todos aqueles que são membros da Família dos Devotos e que, com generosidade e gratidão, mantêm as obras de educação e de assistência social do Santuário Nacional”.

É a Família dos Devotos que, segundo Irmão Alan, “mantém a totalidade da obra evangelizadora do Santuário Nacional, que compreende obras de assistência social, comunicação, manutenção e construção deste que está entre os maiores e mais queridos Santuários Marianos do Mundo”.

O reitor do Santuário destacou ainda que, em 2022, “comemoramos 40 anos da entronização definitiva da Imagem de Nossa Senhora no Santuário Nacional. Depois de permanecer durante 237 anos onde atualmente está a Basílica Histórica, a Mãe Aparecida foi solenemente transladada para seu Santuário definitivo, onde milhões de peregrinos chegam todos os anos”.

É hora de, com Maria, caminhar juntos para construir uma Igreja missionária, a partir da fé em Jesus Cristo! Também por isso, o Papa Francisco está chamando todos os filhos e filhas da Igreja a se tornarem mais conscientes de sua participação na vida e missão da Igreja.

Fonte: A12

Deixe uma resposta

5 × 1 =