Faculdade católica do Amazonas é lançada com a presença de autoridades e representantes da Igreja

No dia 23 de setembro ocorreu o lançamento da Faculdade Católica do Amazonas. A cerimônia foi realizada no auditório do Centro de Treinamento Maromba, bairro Chapada, Zona Centro Sul da cidade e contou com a presença de autoridades e representantes da igreja católica que lotaram o auditório.

O momento foi marcado por muitas recordações, entre elas a história da Igreja de Manaus e os bispos que passaram pela arquidiocese. A memória foi apresentada pelo professor, médico cardiologista e presidente da academia de letras amazonense, Aristóteles Alencar.

 

Estiveram compondo a mesa a reitora do Centro Universitário Fametro, Maria do Carmo Seffair Lins de Albuquerque; a professora do Instituto de Filosofia de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Iraildes Caldas Torres; o diretor administrativo da Faculdade Católica do Amazonas, padre Cândido Cocaveli; o diretor da Faculdade Católica do Amazonas, padre Ricardo Castro; o presidente do regional Norte 1 da CNBB  e bispo da diocese de São Gabriel da Cachoeira, dom Edson Damian; e o cardeal Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus.

A Reitora do Centro Universitário Fametro, Maria do Carmo, destacou a importância da valorização das raízes e recordou sua educação religiosa enquanto aluna egressa do Colégio Santa Dorotéia:

 

Mudança de Nome

O Instituto de Teologia Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes) tornou-se Faculdade Católica do Amazonas desde 2021, e estabeleceu um Termo de Cooperação Técnica, jurídica, científica e pedagógica com o Centro Universitário Fametro. O desejo nasceu a partir do Sínodo para a Amazônia, e dos bispos do regional Norte 1.

O diferencial do Instituto de Teologia Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes) é a adequação dos estudos teológicos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), assumindo as exigências de um Curso de Graduação aberto na área de Teologia. Os cursos de Filosofia e Ciências da Religião serão indicados pelo Ministério da Educação (MEC) para que também seja reconhecido, como explica o cardeal Leonardo Steiner:

 

A faculdade abriu recentemente inscrições para o curso de extensão” História da Igreja na Amazônia”. Ministrado pela professora Elisângela Maciel, o curso tem carga horária de 60 horas e está dividido em quatro módulos, disponíveis para o público em geral. As aulas abordarão a História da Igreja na Amazônia desde os primeiros séculos, conforme explica a professora:

 

Confira outras fotos do lançamento no site da arquidiocese de Manaus (aqui).

Fonte: CNBB

Deixe uma resposta

cinco × 5 =