Intenção Missionária para o mês de Junho

Para que os seminaristas, os noviços e as noviças encontrem formadores que vivam a alegria do Evangelho e os preparem com sabedoria para a sua missão.

Por Joseph Kihiko*
Foto: Jaime C. Patias
intencao missionaria junho 2016

Encontro Missionário para formadores de seminaristas, CCM, Brasília, DF.

O papa Francisco falando aos formadores dos seminaristas, disse-lhes: “vós não sois só amigos e companheiros de vida consagrada de quantos vos são confiados, mas verdadeiros pais, verdadeiras mães capazes de lhes pedir e dar o máximo”. O santo padre convida os formadores a amar os seus formandos com amor de pais e de mães. “Amar e servir com alegria” deve ser o sentimento de todas as pessoas que aceitam contribuir com seus dons na formação dos jovens na sua preparação como futuros missionários.
Os formadores devem fazer o encontro com Jesus para viver a alegria do Evangelho. Eles devem encontrar-se com Jesus ressuscitado, caminhar com ele e viver verdadeiramente como Ele gostaria que vivessem.

Alegria no coração
Na exortação apostólica Evangelii Gaudium, o papa afirma que a alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Segundo os filósofos, ninguém pode dar aquilo que não tem. Os formadores devem ser cheios do amor e de alegria que vêm de Cristo ressuscitado para ter a capacidade de transmiti-los aos formandos.
A alegria do Evangelho é uma experiência testemunhada e partilhada. É uma alegria que se renova e se comunica. É verdade que em muitas ocasiões o melhor apostolado que podemos fazer é o simples testemunhar de uma vida de fé coerente e comprometida. Pregar pelo testemunho de nossa vida é uma bela forma de manifestar a presença de Deus e sua centralidade em nossa existência.
Os formadores devem dar uma formação através do testemunho de sua própria vida. Eles devem viver em Cristo segundo a forma de vida do Evangelho. O testemunho dado pelos pais e pelas mães na formação é para a vida inteira do jovem.
Um testemunho verdadeiro seria uma boa preparação para os futuros missionários. Segundo o pontífice, “os seminaristas e noviços devem ser formados para a missão, formados para a paixão pelo anúncio, formados pela paixão do ir a toda parte, a todas as periferias, para anunciar o amor de Jesus Cristo, sobretudo aos distantes, falar Dele aos pequeninos e aos pobres”.
O santo padre aumentou as suas colocações no encontro com os formadores dizendo que a formação dos futuros missionários exige bases sólidas, uma estrutura cristã da personalidade que hoje as próprias famílias raramente sabem dar.
Portanto, Francisco chama aos formadores dos seminaristas e noviços a viver a alegria do Evangelho verdadeiramente, para que, através dos seus testemunhos de vida, possam transmitir aos formandos o amor e a alegria de Cristo ressuscitado.

*Joseph Kihiko, imc, é estudante de teologia em São Paulo.
(CC BY 3.0 BR)

Deixe uma resposta

5 + sete =