12° Intereclesial - Celebração da manhã é marcada por mística indígena

Karla Maria

Os trabalhos do 12° Intereclesial das CEBS já começaram. Pela manhã os cerca de três mil inscritos (delegados, convidados e assessores) lotaram o Ginásio Mário Amato, no SESI - Serviço Social da Indústria de Porto Velho-RO.

O ginásio ficou repleto de cores com as delegações, bandeiras das paróquias, pastorais, dioceses e regionais quem marcavam presença, com destaque para a Pastoral da Juventude de inúmeros estados. O trem das CEBs passou pelas arquibancadas, ao som de "Lá vem o trem das CEBs caminhando com seu povo, escuta meu amigo, venha ver o que há de novo".

Padre Luiz Ceppi, um dos coordenadores do 12° Intereclesial registrou a presença dos bispos dom Adriano Caccioca Vasino, coordenador das CEBs no Brasil, dom Luiz Bertália, da Comissão de leigos e dom Tomás Baduíno, atualmente membro da coordenação nacional da CPT - Comissão Pastoral da Terra. Registrou também a presença do arcebispo de Porto Velho, dom Moacyr Grechi que trouxe uma carta de dom Paulo Evaristo Arns, bispo emérito de São Paulo, endereçada aos delegados do 12° Intereclesial.

"Impossibilitado de comparecer no 12° Intereclesial CEBs rezo pelas comunidades indígenas, ribeirinhas, camponesas, quilombolas. Nossa responsabilidade na América Latina cresce sempre mais. Que Deus e os homens de boa vontade nos acudam a tempo". Assina, Paulo Evaristo Cardeal Arns.

Em seguida, o povo indígena Oroari, de Rondônia, calou o ginásio com o toque do wakm, instrumento típico deste povo. O som cessou e abriu espaço para o Povo Guarani do Mato Grosso do Sul realizar seu ritual. Os olhares se voltaram para a grande roda no centro do ginásio, acompanhando o momento de oração.

O Povo Tupinambá, PA encerrou o momento místico, enquanto seu cacique afirmava a importância dos povos indígenas participarem do Intereclesial. "Estamos aqui para dar nosso testemunho, não viemos aqui para passear, daqui vamos levar o apoio para nossas comunidades indígenas".

Depois da celebração os delegados foram encaminhados para as escolas da cidade, organizados em 12 grupos de aproximadamente 250 pessoas. Neste espaço serão debatidos temas diversos, que irão fomentar a formação dos delegados e a troca de experiências práticas locais.

Fonte: Revista Missões

Deixe uma resposta

quinze − um =