Moçambique: Salas de Aula Recuperadas para Exames Universitários

Em meio aos desafios climáticos, a revitalização de salas de aula em Moçambique emerge como um suporte crucial, proporcionando um ambiente propício ao aprendizado justo antes dos exames universitários.

Por Redação

Antes do período crucial de preparação para os exames de admissão nas universidades públicas moçambicanas, escolas na província de Cabo Delgado e Nampula passaram por uma significativa recuperação de suas salas de aula, impactadas por ventos fortes e chuvas intensas.

A Escola Secundária de Metuge, juntamente com as Escolas Secundárias de Napipine e Eduardo Silva Nihia, todas localizadas nessas províncias, tiveram seus tetos cuidadosamente reparados pela Helpo, uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) portuguesa. Os danos anteriores, causados pelos elementos climáticos adversos, foram revertidos para garantir um ambiente propício ao aprendizado.

"A recuperação dos telhados de chapa foi essencial para assegurar que as iminentes chuvas intensas não prejudicassem o processo educacional dos alunos", ressaltou a organização portuguesa em comunicado. A timing da intervenção é especialmente crucial, pois os estudantes se preparam para os exames do 12º ano e os exames de admissão nas universidades públicas moçambicanas.

Esta iniciativa não só preservou a integridade estrutural das escolas, mas também teve um impacto positivo nos centros de apoio do projeto "Teu futuro – Moçambique". A melhoria das condições desses locais de aprendizado é resultado direto do projeto "Promoção e preparação de alunos para a entrada em cursos superiores nas áreas STEM em Nampula, Cabo Delgado e Maputo – Teu Futuro". Esse projeto foi financiado pelo Instituto Camões, Galp, Fundação Galp e o projeto Futurando, refletindo um comprometimento significativo com o desenvolvimento educacional em Moçambique.

Com informações de Fátima Missionária

Deixe uma resposta

dezoito − 16 =