Papa Francisco exorta fiéis a se inspirarem em Pedro e Paulo para uma Igreja humilde e aberta

Papa Francisco incentiva fiéis a seguir Pedro e Paulo para fortalecer uma Igreja humilde e aberta, valorizando o seguimento de Jesus e o anúncio do Evangelho como pilares essenciais. Busca constante pelo Senhor e alegria na difusão da mensagem cristã são enfatizadas.

Por Redação
Foto: REUTERS/Remo Casilli

Na Solenidade dos Santos Pedro e Paulo, 29 de junho, Francisco exortou os fiéis a se inspirarem nos Apóstolos para crescer como Igreja do seguimento, como Igreja humilde que nunca dá por terminada a busca do Senhor, tornando-se simultaneamente uma Igreja aberta, que encontra a sua alegria não nas coisas do mundo, mas no anúncio do Evangelho ao mundo.

Na presença de 32 arcebispos nomeados no ano anterior, incluindo quatro lusófonos, o Papa Francisco abençoou os pálios, que seriam posteriormente impostos pelo Núncio nas arquidioceses representadas.

O Papa destacou a presença de uma delegação do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, enfatizando o gesto fraterno entre as duas igrejas, que enviam representantes em suas festividades religiosas. Esse intercâmbio promove o crescimento da fraternidade entre as comunidades cristãs.

Na sua homilia, Francisco se inspirou na pergunta feita por Jesus aos discípulos: "Vós, quem dizeis que Eu sou?". Ele enfatizou que essa é a pergunta fundamental e mais importante: quem é Jesus para cada um?

O Papa destacou as diferentes respostas dadas pelos dois Apóstolos, Pedro e Paulo. Pedro representou o seguimento, abandonando tudo para seguir o Senhor imediatamente. Francisco enfatizou a importância de não adiar o seguimento de Jesus, mesmo diante de desculpas ou sentimentos de indignidade. Ele destacou que o seguimento de Jesus requer desprender-se das seguranças terrenas e segui-Lo diariamente.

Por sua vez, a resposta de Paulo foi o anúncio. Após o encontro com Jesus no caminho de Damasco, Paulo dedicou sua vida a percorrer o mundo para anunciar Jesus Cristo. O Papa ressaltou que a Igreja atual também precisa colocar o anúncio do Evangelho no centro de sua missão, sendo uma Igreja que não se cansa de evangelizar e que encontra sua alegria nesse anúncio.

O Papa Francisco concluiu exortando os fiéis a se inspirarem nos Apóstolos Pedro e Paulo, buscando o crescimento de uma Igreja humilde que nunca encerra a busca pelo Senhor e, ao mesmo tempo, uma Igreja aberta, cuja alegria está no anúncio do Evangelho ao mundo.

O Pontífice também dirigiu-se aos Arcebispos que receberam o Pálio, pedindo-lhes que sejam apóstolos como Pedro e Paulo, discípulos no seguimento e apóstolos no anúncio. Ele agradeceu a presença da delegação do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, enfatizando a importância de caminhar juntos na fraternidade.

Que Pedro e Paulo acompanhem e intercedam por todos, foram as palavras finais do Papa Francisco nessa solene celebração.

Com informações de Vatican News

Deixe uma resposta

2 × dois =