Anjo Custodio da frente de guerra na Ucrânia

Durante uma das três viagens que fizemos da Polônia à Ucrânia para levar ajuda humanitária, fomos presenteados com um ícone do Anjo Custodio. No leste do continente europeu, os ícones são muito venerados pelos fiéis e encontram-se em numerosas igrejas.

Por Luca Bovio *

A imagem sagrada representa o rosto de um Anjo. O que chama a atenção, para além do simbolismo das cores, são os parafusos ferrujados cravados na madeira, incomum segundo a tradição iconográfica.

A presença dos parafusos explica-se pela origem da tábua. Trata-se da tampa de um caixote de munições da frente de batalha, onde ainda hoje se travam combates na Ucrânia. No verso, podem-se ver os detalhes sobre as munições contidas no caixote, o seu peso e calibre. O iconógrafo estampou o Anjo nesta tábua para transmitir uma mensagem simbólica.

20230530Luca02

A madeira da tábua testemunha a guerra e as suas atrocidades, que conhecemos apenas em parte. O rosto do Anjo recorda a presença de Deus a ser contemplada em oração. As guerras são muitas vezes travadas para mudar as fronteiras das nações. Também para nós, missionários, as guerras representam fronteiras com um outro significado: levar alívio e consolação a pessoas tão afetadas pelas atrocidades da guerra.

A oração continua a ser uma das ajudas que somos chamados a dar, juntamente com o nosso empenhamento concreto e quotidiano na construção da paz. Rezar pela paz, construir a paz.

(O quadro foi trazido pelo Padre Luca à Roma onde, de 22 de maio a 25 de junho, acontece o 14º Capitulo Geral dos missionários da Consolata).

* Por Luca Bovio, IMC, missionário na Polônia participou de missão humanitária na Ucrânia.

Deixe uma resposta

11 + cinco =