Distrito da Misericórdia: evangelização e promoção da dignidade humana em Bogotá

O Distrito da Misericórdia em Bogotá é um exemplo inspirador de como a Igreja Católica e várias comunidades religiosas podem unir forças para promover a dignidade humana e oferecer acolhimento, assistência material e espiritual, itinerários terapêuticos, apoio para o restabelecimento de direitos e formação escolar, humana e cristã a crianças, jovens, adultos e idosos vulneráveis.

Por Redação

O Distrito da Misericórdia surge em uma zona vulnerável de Bogotá, promovido pela Igreja Católica em um esforço coordenado entre a Arquidiocese e várias comunidades religiosas. O Distrito busca prestar atenção a crianças, jovens, adultos e idosos que enfrentam realidades sociais complexas.

A zona apresenta uma grande quantidade de problemas, como a pobreza moral e física, o consumo de substâncias e a presença de deslocados, imigrantes e pessoas sem abrigo. Diante dessa realidade multiproblemática, o Distrito oferece acolhimento, assistência material e espiritual, itinerários terapêuticos, apoio para o restabelecimento de direitos e formação escolar, humana e cristã.

A Congregação dos Servos de Cristo Sacerdote presta assistência a idosos, crianças e adolescentes através de três centros. O Centro de Pastoral e Desenvolvimento Emaús presta assistência a idosos e pessoas sem abrigo, oferece apoio a crianças e adolescentes em sua recuperação escolar e integração no sistema educacional e se preocupa com as mães chefes de família. O Lar Sagrada Família atende a 95 meninas vulneradas em seus direitos e o Lar Clarita Santos atende a 49 crianças com deficiência cognitiva, múltipla e sensorial.

A paróquia de Nossa Senhora do Carmo - Las Cruces, construída em 1902, é um pilar da evangelização e do acompanhamento pastoral na zona. Sacerdotes e animadores da evangelização, assim como pessoas de boa vontade, se comprometem na promoção da dignidade humana, respondendo às necessidades concretas das pessoas.

A paróquia de Nossa Senhora de Belém, confiada aos Missionários Montfortianos, realiza diversos programas sociais em benefício da população mais necessitada, como uma cozinha para idosos e pessoas sem abrigo que funciona todos os sábados há mais de 20 anos.

A Rede Arquidiocesana para o Cuidado da Dignidade Humana, liderada por comunidades religiosas e leigas comprometidas, realiza diversas iniciativas a partir de um humanismo que tem como centro a misericórdia. O Distrito da Misericórdia é um exemplo de como a Igreja Católica e diversas comunidades religiosas podem trabalhar juntas para responder às necessidades das pessoas mais vulneráveis da sociedade.

Com informações da Agência Fides

Deixe uma resposta

16 + onze =