A Colômbia em direção à paz através do caminho da reconciliação

A reconstrução da paz na Colômbia será um processo longo, enquanto a guerra dura há mais de 50 anos, além disso nesses processos é importante a confiança que deve existir entre as partes.

Por Agência Fides

CUBA-COLOMBIA-FARC-CONFLICT-PEACE-CASTRO-SANTOS-TIMOCHENKO-GOO2D47LA.1O Arcebispo de Villavicencio e Vice presidente da Conferência Episcopal da Colômbia, Dom Oscar Urbina Ortega, definiu como “satisfatória” a notícia do encontro em Cuba entre o Presidente colombiano Juan Manuel Santos Calderon e o líder dos guerrilheiros das FARC, Rodrigo Londoño Echeverri, que se realizou ontem, na presença do Presidente cubano, Raul Castro, durante o qual foi anunciado o acordo fundamental para o processo de paz, articulado em pontos, com o compromisso de acelerar o processo. Na nota da Conferência Episcopal Colombiana difundida pouco antes do encontro, enviada também à Fides, lê-se: “A guerra é uma experiência terrível que vivemos, mas dela devemos tirar algo de bom. Penso que este encontro ajudará centrar o objetivo que estamos perseguindo, ou seja, a paz”. "O Papa disse que a paz deve ser construída dentro do sistema jurídico, nacional e internacional, portanto ambas as partes deveriam também levar em consideração esta recomendação e buscar aquilo que todos os colombianos desejam, isto é, o caminho da reconciliação", lê-se no texto assinado por Dom Urbina Ortega em nome do Episcopado.
O Arcebispo destaca que a reconstrução da paz na Colômbia será um processo longo, enquanto a guerra dura há mais de 50 anos, além disso nesses processos é importante a confiança que deve existir entre as partes. Por fim, recorda que a Igreja está atuando seguindo três diretivas, o perdão, a reconciliação e a paz, e reitera que a Igreja continuará a acompanhar em todas as regiões do país as vítimas do conflito.

Fonte: www.fides.org

Deixe uma resposta

doze − oito =