Mais um diácono a serviço da Igreja

Dom Sérgio de Deus Borges, bispo da Região Episcopal Santana ordenou diácono o missionário da Consolata, Gratus Fiolenzo Mzena.

de Joseph Mampia*

No sábado, 10 de agosto, na Paróquia Nossa Senhora Consolata, zona Norte da capital paulistana, o missionário da Consolata Gratus Fiolenzo Mzena, natural da República da Tanzânia, foi ordenado diácono.

gratus1A celebração eucarística foi presidida por dom Sérgio de Deus Borges, bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo, Região Santana, nomeado bispo para a diocese de Foz do Iguaçu (PR), e teve animação dos professos de Teologia do Instituto Missões Consolata.

Na homilia, dom Sérgio enfatizou a missão do profeta, homem comprometido com a Palavra, chamado, capacitado e protegido por Deus. Falando do medo como obstáculo para responder “sim”, o bispo recordou o fundamento da esperança do cristão, que Deus sempre acompanha a quem chama.

Em relação ao diaconato, o Bispo insistiu no fato de que a missão do diácono, como a do profeta, volta-se a serviço da caridade e da proclamação da Palavra de Deus.

Coincidentemente, era dia de São Lourenço, mártir que dedicou-se aos pobres. Dom Sérgio fez ainda uma analogia ao diaconato, ressaltando que Gratus deve se lembrar que o serviço primeiro deve ser aos mais necessitados.

*Joseph Mampia, imc, é animador missionário vocacional, São Paulo, SP.

Deixe uma resposta

catorze + onze =