POM celebram 40 anos no Brasil

As POM são organismos oficiais da Igreja Católica que trabalham para intensificar a animação, a formação e a cooperação missionária em todo o mundo.

Por Redação da Gaudium Press, com informações da CNBB

As Pontifícias Obras Missionárias (POM), que são organismos oficiais da Igreja Católica, celebraram no dia 20 de novembro seus 40 anos de fundação no Brasil. Uma história construída com a vida doada de muitos missionários e missionárias, sendo sinal de esperança nos locais mais necessitados, conforme o diretor Nacional das POM, Padre Maurício Jardim.

dvdcampanha"O caminho percorrido pelas POM é sinodal e de profunda comunhão, interligando todas as forças vivas das Igrejas particulares e dos conselhos missionários em diferentes âmbitos", destacou o sacerdote, em editorial da "Revista Sim".

As comemorações tiveram início nesta segunda-feira, 19, na sede das POM, com um momento de celebração com ex-diretores, bispos, padres, religiosos e religiosas e lideranças das Obras para festejar o aniversário dessa missão.

Além disso, durante essa semana, o site oficial das POM publicará vídeos e materiais que relembram a história e a missão do organismo no mundo. Também acontecerá o lançamento da edição comemorativa da "Revista Sim", com testemunhos de pessoas que fizeram parte dessa trajetória.

A preparação para as festividades alusivas às quatro décadas de atuação teve início durante a 56ª Assembleia Geral da CNBB, com o lançamento de um vídeo institucional. Naquela época, o Padre Maurício destacou que o vídeo foi produzido para tornar a identidade, os objetivos e a missão das POM mais conhecidos nas Igrejas Particulares.

"O vídeo destaca que as POM são um organismo oficial do Vaticano, ligado à Congregação para Evangelização do Povos e no Brasil está em comunhão com organismos e comissões da CNBB", disse.

Ainda segundo o diretor Nacional, as POM são organismos oficiais da Igreja Católica que trabalham para intensificar a animação, a formação e a cooperação missionária em todo o mundo.

"Os elementos comuns às quatro obras são a mística missionária e seu caráter pontifício. A mística que as identifica tem um tripé: oração, sacrifício e ofertas. Ou seja, a primeira obra é rezar pelas missões, pois o protagonista é o Espírito Santo, a segunda é a oferta existencial da própria vida e a terceira é a partilha econômica para a missão universal. O caráter pontifício significa que são obras do papa para toda a Igreja. Elas se desenvolvem com o apoio da Santa Sé que, ao fazê-las próprias, concede-lhes caráter universal", ressaltou.

Fonte: Gaudium Press

Deixe uma resposta

14 + dezoito =