Sínodo dos Bispos: a hora dos jovens

Papa: "Ao dar voz aos jovens a Igreja percebe o caminho que é chamada a percorrer".

Por Agência Ecclesia

O Papa abordou hoje (21 de dezembro) o próximo Sínodo dos Bispos que vai ser dedicado aos jovens, durante uma sessão de apresentação dos cumprimentos de Natal aos cardeais e responsáveis da Cúria Romana.

Durante a iniciativa, Francisco sublinhou o objetivo de com este Sínodo “chamar a atenção da Cúria, dos bispos e de toda a Igreja Católica a dedicar uma atenção especial às novas gerações”.

“E não só aos jovens mas também a temas que são centrais como as relações intergeracionais, a família, os âmbitos da pastoral, a vida em sociedade”, salientou.

jmj-francisco-cumprimenta-os-jovens-emcracoviaA XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, marcada para outubro do próximo ano, será dedicada aos jovens, particularmente à relação entre fé e vocação.

No seu encontro com os responsáveis da Cúria Romana, esta quinta-feira, o Papa citou o documento preparatório do Sínodo para sublinhar a vontade da Igreja Católica em perceber a melhor forma de hoje, no mundo atual, “acompanhar os jovens” e ajudá-los a “reconhecerem o chamamento ao amor e a uma vida plena”.

“E também a desafiar os mais novos a ajudar a Igreja Católica a identificar a maneira mais eficaz de levar à sociedade a Boa Nova”.

“Através dos jovens, a Igreja poderá escutar a voz do Senhor que ressoa também hoje. Como no tempo de Samuel e Jeremias, também hoje é a partir dos mais novos que podemos ver os sinais que o Espirito Santo nos aponta”, referiu Francisco.

No âmbito de favorecer a preparação do Sínodo, e o contributo dos jovens para esse acontecimento, a Santa Sé colocou à disposição um inquérito com várias questões que quer ver abordadas em outubro de 2018.

O questionário em causa está acessível no site http://youth.synod2018.va, em várias línguas (italiano, inglês, francês, espanhol e português), e engloba temas como religião, trabalho, família ou redes sociais, entre outros.

O documento preparatório ‘lineamenta’ do Sínodo já incluía um questionário próprio, com 30 perguntas sobre a relação entre jovens, Igreja e sociedade; o acompanhamento espiritual e vocacional dos mais novos, por parte dos responsáveis católicos; a pastoral juvenil vocacional; e um conjunto de questões específicas para os vários continentes.

“Dando voz às aspirações dos jovens poderemos antever o mundo de amanhã e os caminhos que a Igreja é chamada a percorrer”, apontou o Papa argentino aos membros da Cúria Romana.

O Sínodo dos Bispos pode ser definido, em termos gerais, como uma assembleia consultiva de representantes dos episcopados católicos de todo o mundo, a que se juntam peritos e outros convidados, com a tarefa ajudar o Papa no governo da Igreja.

Até hoje houve 14 assembleias gerais ordinárias e três extraordinárias, as últimas das quais dedicadas à Família (2014 e 2015).

Deixe uma resposta

vinte − 1 =