Com aumento das tensões, bispos coreanos pedem orações pela paz

Guerra verbal entre EUA e Coreia do Norte acende alerta vermelho na península coreana.

Por Rádio Vaticano

Com o aumento da tensão entre Coreia do Norte e Estados Unidos, os bispos coreanos pediram na mensagem divulgada por ocasião da Solenidade da Assunção da Santíssima Virgem Maria - celebrada em 15 de agosto - que os católicos da Coreia do Sul peçam a intercessão da Mãe de Deus pela paz.

Na mensagem assinada pelo Cardeal Andrew Yeom Soo-jung, também é pedido aos católicos que rezem o rosário em comemoração ao 100º aniversário da aparição mariana em Fátima.

"A Virgem Maria nos pediu para rezar o rosário pela conversão dos pecadores e pela paz no mundo", disse o Cardeal Yeom.

BAGHDAD, IRAQ - APRIL 7: Worshippers pray at a service for Pope John Paul II on April, 7, 2005 at a Catholic church in Baghdad, Iraq. Pope John Paul II died at his residence in the Vatican on April 2, aged 84 years old.  His funeral will be held in St. Peter's Square on Friday, April 8. Cardinals under the age of 80 will start the conclave on April 18, where a new Pope will be chosen. (Photo by Wathiq Khuzaie/Getty Images)

Rosário, derrota o mal e constrói a paz
"O Rosário é nossa arma espiritual para derrotar o mal de forma eficaz e nos ajudará a superar os desafios da nossa fé e a nos transfigurar para nos tornarmos construtores da paz mundial", afirmou o purpurado.

A Coreia foi libertada do governo colonial japonês em 15 de agosto de 1945, coincidentemente no mesmo dia, os católicos celebram a festa da Assunção de Maria. A Igreja Católica na Coreia também é dedicada à Mãe Santíssima, pois considera sua libertação como um "presente de Maria".

Coreia do Norte chamada ao diálogo
O Cardeal Yeom expressou sua grande preocupação com as tensões crescentes na península coreana, alimentadas pelos programas de armas nucleares e mísseis da Coreia do Norte.

"Para a segurança e o futuro de todos os coreanos, a Coreia do Norte deve sentar à mesa de negociações e abandonar suas armas nucleares", exortou ele.

A Coreia do Norte assegurou na quinta-feira (10/08) que está "examinando cuidadosamente" planos para um ataque com mísseis na ilha de Guam, poucas horas depois de o Presidente dos EUA Donald Trump ter alertado Pyongyang de que qualquer ameaça para a América encontraria "fogo e fúria", segundo reportado pela Reuters.

Bispos lançam apelos à paz
Em sua mensagem para a festa mariana, o Bispo Lazarus You Heung-sik, de Daejeon, reiterou que "a igreja deve promover a cultura da paz e da vida contra a cultura da morte que está crescendo na península coreana. Devemos defender nossa paz orando por misericórdia e paz ".

Já o Bispo Peter Lee Ki-heon, de Uijeongbu, pediu um acordo de paz entre as duas Coreias, que tecnicamente ainda estão em guerra.

O prelado também pediu aos líderes mundiais que trabalhem juntos para resolver as tensões na península. O bispo John Chrysostom Kwon Hyeok-ju de Andong pediu aos católicos na Coreia para serem construtores de paz. "Vamos conseguir a paz nesta terra realizando obras de paz em nossas vidas diárias", disse ele.

Deixe uma resposta

vinte + 3 =