A festa dos jovens brasileiros na abertura da JMJ

Brasil surpreende e é o terceiro país em número de jovens presentes no encontro.

Por Revista Missões, com informações da Rádio Vaticano

Foi aberta ontem, dia 26 de julho, a Jornada Mundial da Juventude, na cidade de Cracóvia, Polônia. Após a missa de abertura, a Rádio Vaticano ouviu o depoimento de alguns jovens brasileiros.

cracovia2016jmjlogoDavid Bruno Montenegro, Fortaleza (CE), Comunidade Shalom:
“Tem um clima de santidade nesta cidade, de paz, de tranquilidade. A gente sente que é um momento de oração: a Eucaristia tem um poder muito forte de pacificação. Quando comungamos há uma união entre a igreja na terra e a igreja celeste. Então, rezamos para que a paz reine entre todos os povos”.

Nicolas Pedrosa Sales, Fortaleza (CE), Comunidade Shalom:
“O final, com certeza, foi o momento mais marcante: todos os jovens reunidos. Isso foi muito gratificante”.

Elizangela Pereira, de Brasília (DF):
“É indescritível, é o céu aqui na terra. Gratidão, é só o que dá pra sentir estando aqui. Deus é universal. É isso para sempre que eu quero viver”.

Maria Sara Barbosa, de Brasília (DF):
“Emocionante, até um pouco irreal para mim. Experiência muito forte com Deus, como a misericórdia, que foi me atraindo e mostrando minha história. E vontade de Deus que eu estivesse aqui”.

Letícia Aparecida Campos, de São Paulo (SP):
“A gente passou por muitas dificuldades: foi um encontro muito bom, a gente fez show, arrecadação, brigou com pai, mãe...eu não vou falar muito senão vou chorar.

O Brasil, que sediou a edição passada no Rio de Janeiro, tem importante presença no encontro em Cracóvia: apesar da distância, trata-se do terceiro país em número de peregrinos na Polônia, atrás da própria Polônia (com 25,5% dos jovens inscritos) e da Itália (com 13,6%). O Brasil supera países europeus muito mais próximos da Cracóvia, como a Alemanha, a França, a Espanha e Portugal, e países das Américas como os Estados Unidos, o México, a Argentina e o Chile.

Parte da grande participação brasileira se deve ao sucesso da JMJ no Rio em 2013, que superou todas as expectativas de público.

Deixe uma resposta

5 × um =