Violência, insegurança alimentar e desnutrição: a população está no extremo das forças

Por Agência Fides
Foto: Reuters

Continua a se agravar a situação no Sudão do Sul e somente em outubro, foram registradas dezenas de mortes de crianças e casos de violência, além de graves problemas de insegurança alimentar. Um novo documento do Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários (OCHA) informa que somente no município de Leer, de 4 a 22 de outubro, registrou-se a morte de pelo menos 80 civis, 57 dos quais, crianças. No mesmo período, o documento assinala também o uso da violência sexual como arma de guerra. Nas regiões mais atingidas pelos conflitos, especialmente no sul e no centro do estado de Unidade, estima-se que cerca de 40 mil pessoas podem enfrentar níveis catastróficos de insegurança alimentar e desnutrição de outubro a dezembro de 2015. No país, no mês de setembro, cerca de 4 milhões de pessoas, ou seja, 34% da população, sofreram de insegurança alimentar severa, 80% a mais em relação ao ano passado.

Fonte: fides.org

Deixe uma resposta

sete + 20 =