Allamano Santo: arcebispo de Cuiabá manifesta alegria!

Dom Mário Antônio da Silva era bispo de Roraima quando processo da canonização teve início.

Por Maria Emerenciana Raia

O arcebispo de Cuiabá, dom Mário Antônio da Silva enviou mensagem aos missionários e às missionárias da Consolata, em que manifesta alegria pela canonização de seu Fundador, o Bem-aventurado José Allamano, que acontecerá em 20 de outubro de 2024, no Vaticano.

Dom Mário Antônio era bispo de Roraima e foi quem nomeou os membros do Tribunal Eclesiástico a pedido dos missionários e das missionárias da Consolata, em 29 de julho de 2020, para acompanhar o processo diocesano que deveria comprovar o milagre atribuído à intercessão do Bem-aventurado José Allamano.

O Tribunal foi constituído à época pelo padre Lucio Nicoletto, vigário-geral da diocese, como delegado episcopal; o padre Raimundo Vanthuy Neto, chanceler da Cúria como promotor de justiça, o padre Michelangelo Piovano, imc, protonotário, Elizabeth Sales de Lucena Vida, assistente notária e a doutora Roberta Barbaro, como médica perita. O Tribunal esteve reunido em Boa Vista de 7 a 15 de março de 2021, estudando a veracidade da cura milagrosa de Sorino Yanomami, atribuída à intercessão de Allamano, e enviou as conclusões e relatórios ao Dicastério da Causa dos Santos, no Vaticano.

A graça recebida pelo indígena Sorino Yanomami, por intermédio do Bem-aventurado Allamano é simbólica e carregada de esperanças para os missionários e para as missionárias da Consolata que sempre levaram o povo Yanomami no coração e no centro de suas prioridades pastorais.

Em sua mensagem, dom Mário ressalta a importância da presença dos missionários e das missionárias na Amazônia, que chegaram em 1948 e desde o início se dedicaram ao acompanhamento das comunidades deste território, fazendo uma opção preferencial pelos povos indígenas das atuais Terras Indígenas Raposa Serra do Sol e Yanomami.

José Allamano foi beatificado pelo papa João Paulo II, a 7 de outubro de 1990. A festa litúrgica celebra-se em 16 de fevereiro. No dizer de dom Mário, sua canonização em outubro próximo é uma alegria para os missionários e para as missionárias da Consolata, mas também, para toda a Igreja.
Ouçam e vejam a mensagem completa de dom Mário Antônio.

Maria Emerenciana Raia é editora da revista Missões, São Paulo, Brasil.

Deixe uma resposta

dois × cinco =