Em nota “todos com o Haiti”, CELAM, CLAR e Cáritas América Latina e Caribe pedem orações pelo Haiti

O Conselho Episcopal Latino-americano e Caribenho (Celam), a Confederação Latino-americana de Religiosos (Clar) e Cáritas América Latina e Caribe publicaram nesta sexta-feira, 22 de março, a “Todos com o Haiti. A nota chama a atenção para o fato de que é possível, nesta Quaresma, ver o rosto sofredor de Cristo nas mais de 3 milhões de crianças necessitadas de ajuda humanitária, nos 362 mil deslocados internos, em mais da metade da população que vive abaixo da linha da pobreza e com uma expectativa de vida que pouco ultrapassa os 64 anos; os que perderam seus familiares e amigos para a violência; nas mulheres que sofrem todos os dias o atropelo de seus direitos básicos e naquelas que não têm condições mínimas de viver com dignidade.

As organizações convidam a um dia de oração pelo povo do Haiti em neste dia 22 de março e nos próximos dias como fora de expressar a solidariedade ao povo haitiano. “Esse dia ainda é celebrado em muitas comunidades como “Sexta-feira das Dores” ou “Maria aos Pés da Cruz”. É a Virgem que se associa às dores do seu Filho. É Maria que se entristece por seu Filho crucificado no rosto do povo haitiano, hoje marcado pela miséria e pela violência”, diz um trecho.

O documento pede que a intenção das práticas quaresmais, deste dia sejam, dedicados à compaixão e a à oração pelo sofrimento no país e também afirma ser importante tornar visível esta situação para chamar a atenção para a sua gravidade e drama. “É por isso que nos propomos a realizar algum gesto, momento ou ação comunitária concreta. Convidamos também outras comunidades cristãs e religiosas a se juntarem à oração, bem como os não crentes a juntarem-se aos seus sentimentos”, reforça a nota.

Conheça o documento

Seu navegador não suporta visualização de PDF. Você pode baixá-lo aqui em vez disso. 

Fonte: CNBB
TagsHaiti

Deixe uma resposta

14 + 10 =