Papa Francisco pede cultura de paz e não violência

Em seu mais recente vídeo, o Papa Francisco inicia com uma mensagem inspiradora: "Viver, falar e agir sem violência não é render-se, não é perder nem renunciar a nada. É aspirar a tudo". Através da Rede Mundial de Oração do Papa, a nova intenção de oração é confiada a toda a Igreja Católica.

Por Redação

Em sua nova intenção de oração, o Papa Francisco pede que toda a Igreja Católica busque uma cultura de paz e não violência. Em um vídeo divulgado pela Rede Mundial de Oração do Papa, Francisco renova a mensagem da encíclica "Pacem in Terris", escrita por João XXIII, que defende que a guerra é uma loucura e que a paz é o objetivo em qualquer situação, inclusive nos casos de legítima defesa.

As imagens em preto e branco de testemunhos deixados por pessoas como Mahatma Gandhi, Martin Luther King e Santa Teresa de Calcutá aparecem no vídeo, contrastando com as cenas de destruição causadas pela violência atual, incluindo conflitos e tiroteios em países ricos como os Estados Unidos.

A busca pela Paz

Dados da Anistia Internacional sobre o uso de armas entre 2012 e 2016 mostram que mais de 500 pessoas morrem diariamente pela violência armada e em média mais de 2 mil ficam feridas. Além disso, 44% dos homicídios no mundo são cometidos com armas de fogo, estando diretamente relacionados à produção anual de 8 milhões de armas portáteis. A Ação contra a violência armada (AOAV) adiantou que o panorama de 2023 não parece ser animador, com novos confrontos se somando aos conflitos e lutas armadas que já estão acontecendo na África e no Oriente Médio.

Para frear esta investida, o Papa Francisco defende que é necessário buscar caminhos de diálogo real e assumir a não violência como guia para o nosso agir, tanto em nível local como internacional. Em sua mensagem, ele faz um forte chamado para construir uma cultura de paz, com um forte 'não' à violência, à guerra e às armas, e pede que se diminua o uso de armas tanto por parte dos Estados quanto dos cidadãos.

A importância da paz em tempos violentos

 O padre Frédéric Fornos, diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, ressalta a importância da mensagem de Francisco em frente à violência do nosso tempo: "a paz entre os povos começa, de fato, na parte mais concreta..." No dia 11 de abril, completaram-se 60 anos da publicação da encíclica "Pacem in Terris", e a mensagem de João XXIII continua atual: "a violência jamais fez outra coisa que destruir, não edificar; inflamar as paixões, não acalmá-las; acumular ódio e destruição, não ajudar a confraternizar os adversários, levando os homens e os partidos à dura necessidade de reconstruir tudo lentamente, depois de dolorosas provas, sobre destroços da discórdia".

Assista o Vídeo:

Com informações de Vatican News

Deixe uma resposta

4 × um =