Grito dos Excluídos chega à 27ª edição

Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda, já!

Por Assessoria de Imprensa

“Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda, já!

Esse é o lema da 27ª edição do Grito dos/as Excluídos/as, que acontece todo ano em 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil.

A escolha do lema anual dessa mobilização popular, realizada por todo Brasil, sempre dialoga com o tema da CF – Campanha da Fraternidade, da CNBB, com a conjuntura política, social e econômica do país e com a luta dos movimentos sociais.

gritoexcluidos_divulgacaoNeste ano, além da crise sociossanitária imposta pela pandemia mundial da Covid-19, a campanha Fora Bolsonaro terá relevância nesta articulação das pastorais, Igrejas e movimentos populares que, entre suas reivindicações históricas, trazem o direito à saúde pública de qualidade e a valorização do SUS (Sistema Único de Saúde); à moradia, à alimentação, ao trabalho, à liberdade de expressão e à democracia.

Em carta conjunta, o Grito dos/as Excluídos/as e a Campanha Fora Bolsonaro conclamam à população a dar um basta ao governo genocida que acumula mortes, promove a destruição do meio ambiente e a investida contra os povos indígenas e quilombolas, ameaça a soberania e a democracia. “Juntos por um país verdadeiramente independente, sem genocídio da população pobre, negra e indígena, com justiça social e oportunidades para que o nosso povo volte a sonhar e ter orgulho de ser brasileiro”.

Dia D do Grito

Ainda que o 7 de setembro seja a data que concentra as principais manifestações é importante enfatizar que o Grito dos/as Excluídos/as não acontece em apenas um dia, mas é um processo de reflexão que dura o ano todo. Nesse sentido, em 2020, estabeleceu-se o dia 7 de cada mês, antes e depois de setembro, como o Dia D do Grito, já que a exclusão é uma constante durante todo o ano, resultado de um sistema injusto.

Tradicionalmente, no dia 7 de setembro, o Grito dos Excluídos e Excluídas acontece também no Santuário Nacional de Nossa Senhora, em Aparecida/SP, juntamente com a Romaria dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, promovida pela Pastoral Operária. Neste ano, em sua 34ª edição, a romaria tem por lema: “Com Maria, rezamos e lutamos por saúde, trabalho e moradia! ”.

Assim como no ano passado haverá a missa dos/as Trabalhadores/as, às 9 horas (horário de Brasília), que será transmitida pela rádio e TV Aparecida, com presença reduzida de pessoas, por conta da pandemia.

Coletiva de imprensa

No próximo dia 26 de agosto, quinta-feira, às 10 horas (horário de Brasília), acontecerá a coletiva de imprensa do 27º Grito dos/as Excluídos/as, que por conta da pandemia, mais uma vez, será online, com transmissão simultânea para todo o país.

A coletiva contará com a participação de Dom José Valdeci Santos Mendes - bispo de Brejo/MA e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Ação Sócio Transformadora da CNBB; de Cinthia Nicássia, do Despejo Zero de Goiás/GO e da Deputada federal, Joenia Wapichana.

Serão apresentados também vídeos/depoimentos de representantes de vários setores/situações de exclusão: população de rua; movimento negro; população LGBTQIA+; violência contra jovens da periferia; Saúde/Manaus-AM; entre outros.

Mediação: Alderon Costa, da Rede Rua e da Coordenação Nacional do Grito dos/as Excluídos/as.

Transmissão ao vivo pelo Facebook e pelo Youtube do Grito dos Excluídos/as:

https://www.facebook.com/grito.dosexcluidos

www.youtube.com/gritodosexcluidos

Deixe uma resposta

14 + 20 =