A pedagogia do Natal

Época propícia a ensinar às crianças o verdadeiro sentido da festa: o nascimento de Jesus.

Por André Luiz de Negreiros *
Foto: Arquivo IAM Dioc. Sobral

IAM

O Natal oferece aos pais e aos que colaboram nos trabalhos infantis uma maravilhosa oportunidade de ficar mais próximo de Jesus. Isto pode ser feito representando as histórias de seu nascimento num estábulo, a visita dos pastores e a dos magos. Muitas crianças deleitam-se quando participam nestas representações dramáticas. Também se transformam em poderosos eventos de alcance pastoral. No lar, as decorações de Natal podem servir como ocasiões de ensino para as crianças. Uma árvore de Natal pode ser uma ilustração cativante de que Jesus é vida eterna e luz do mundo. A troca de presentes pode ser usada para dizer às crianças que o maior presente de Deus é o Seu Filho que veio ao mundo envolto em fraldas. O presépio sobre a mesa pode ser usado para ilustrar a história completa do Natal.

Momento de ensino

A minha sugestão encorajadora para os pais e agentes de pastoral é esta: usem o Natal como um poderoso momento de ensino como deve ser. Ensinem acerca de Jesus, em particular, o milagre do Seu nascimento. Não deixem passar esta grande oportunidade.

Ajudem as crianças a conhecerem os simples fatos do nascimento de Jesus, lendo-lhes o relato do Natal que procede dos livros de histórias da Bíblia, ou de uma versão da Bíblia fácil de entender.

Participem como família de todas as celebrações do tempo natalino em sua paróquia e escutem o Evangelho cantando juntos os cânticos de Natal. Visitem uma livraria católica e escolham livros ou vídeos sobre o “bebê Jesus”, que sejam atrativos para as suas crianças.

Ajudem a sua criança a compreender que Jesus é o maior presente do amor de Deus. Evitem (tanto quanto possível) o ocupado rebulício do dia festivo, que faz com que a criança pequena se sinta ignorada. Em vez disso, concentrem-se em preparar-se para a celebração do nascimento de Cristo de uma forma espiritual, rezando juntos e celebrando a temporada do Advento.

Ajudem as suas crianças a expressarem gozo, emoção e sentimentos de amor, ensinando-as a fazerem decorações, comidas, prendas e cartões natalícios para os membros da família e amigos. Mantenham claro o significado do Natal durante a temporada festiva comentando com frequência: “O Natal é um tempo alegre porque celebra o nascimento de Jesus”.

Expliquem que as lendas sobre o Papai Noel baseiam-se em São Nicolau, um ministro cristão que existiu realmente, que amava a Deus e dava generosamente muitas coisas aos pobres.

Quando as suas crianças quiserem falar sobre o Papai Noel, escutem com atenção. Depois conduzam o diálogo até Jesus e ao Seu nascimento. Evitem a frase: “o que você quer ganhar do Papai Noel no Natal?” ou “comporte-se bem para que o Papai Noel lhe traga um presente”. Na presença de suas crianças, agradeçam a Deus por Jesus e mostrem alegria enquanto cantam canções de Natal.

Aprendam as canções natalícias que o seu filho ou filha canta na IAM ou catequese, para que também possam cantar juntos em casa. E como compromisso missionário, façam com que a criança se confronte com outras realidades do mundo, percebendo que existem muitas crianças que não sabem qual é o verdadeiro sentido do Natal. Que tal motivarmos a doação de brinquedos, alimentos ou roupas para crianças que são menos favorecidas?

“De todas as crianças e adolescentes do mundo, sempre amigos”!

* André Luiz de Negreiros é Secretário Nacional da Pontifícia Obra da IAM.
(CC BY 3.0 BR)

Deixe uma resposta

13 − doze =