Terra Santa: mais derramamento de sangue só leva a mais ódio

Extrema preocupação pela escalada das tensões e da rápida propagação de violência nos territórios ocupados. ONU apelou a ação urgente de israelitas e palestinianos para travarem a violência e garantirem o respeito pelos direitos humanos

Por Fátima Missionária
Foto: REUTERS/Mohammed Salem
A Palestinian boy looks at Hamas militants as they take part in a protest against peace talks between Israel and the Palestinians, in central Gaza Strip September 20, 2013. REUTERS/Mohammed Salem (GAZA - Tags: POLITICS CIVIL UNREST)

Um menino palestino olha para os militantes do Hamas, no centro da Faixa de Gaza 20 de setembro de 2013.

A necessidade de garantir que as forças de segurança israelitas e palestinianas atuam em conformidade com as normas internacionais e no respeito pelos direitos humanos na Palestina foi sublinhado pelo responsável da ONU para os Direitos Humanos.

«A situação de segurança deteriorou-se drasticamente durante a semana passada na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental», apontou Ra´ad Zeid Al Hussein, alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

A violência está a espalhar-se rapidamente por toda a Cisjordânia em mais de 50 locais, com o aumento de ataques com pedras de colonos israelitas e palestinianos, bem como a utilização de armas de fogo pelos colonos.

Mais derramamento de sangue, avisou Ra´ad Zeid Al Hussein, só vai levar a mais ódio entre ambos os lados, e não oferecem nenhuma solução a longo prazo.

Fonte: www.fatimamissionaria.pt

Deixe uma resposta

16 − doze =