A “missão” do palhaço “Pimpa” em meio às crianças de Gaza

É bom lembrar que as crianças de 6 anos em Gaza já viveram três guerras, com a banal consciência que as crianças são o futuro desta faixa de terra e portanto, merecem um pouco de felicidade

Por Agência Fides
Foto: Yazan David

12140147_1042616349105479_485459988486788872_o

Há diversos anos, o palhaço italiano “Pimpa”, ou seja, Marco Rodari, fez amizade com a paróquia católica de Gaza, dedicada à Sagrada Família. No ano passado, estava em Gaza durante a guerra. Este ano, voltou a permaneceu três meses. Nos últimos dias, contou a sua nova experiência em uma entrevista publicada pela mídia do Patriarcado Latino de Jerusalém. As respostas do palhaço Pimpa a Andres Bergamini relatam com emocionada participação os sofrimentos e o desejo de ver renascer a esperança, principalmente entre as crianças de Gaza.

10352042_845543232146126_5570420619298517788_n“Pensava que encontraria ruínas e homens cansados”, diz Rodari, “mas nestes meses, Gaza demonstrou-se muito vivaz. As iniciativas sociais e culturais refloresceram e voltou-se a viver um verão quase normal. Muitos jovens animaram os acampamentos de verão com um enorme desejo de alegrar as crianças. É bom lembrar que as crianças de 6 anos em Gaza já viveram três guerras, com a banal consciência que as crianças são o futuro desta faixa de terra e portanto, merecem um pouco de felicidade. Encontrei este mesmo espírito nas escolas, nos professores e nos alunos, felizes finalmente de retornar às aulas no dia estabelecido pelo calendário escolar, e não pelas bombas”.

O10616129_845543392146110_3075955416393688592_n palhaço conta que trabalhou intencionalmente nas regiões da faixa mais tocadas pela destruição: “Beit Lahiyah, Beit Hanoun, Shujaya, Khan Younis e Rafah, e fez também dezenas de espetáculos em Gaza City, somando um total de mais de 200 espetáculos. Também abri diversas escolas de magia para crianças, ensinando-as e aprendendo a maravilha de levar o sorriso aos outros. Uma criança a quem presenteie esta maravilha será portadora de felicidade: mercadoria rara nesta pequena faixa de terra”.

 

Fonte: fides.org

Deixe uma resposta

15 − 3 =