Lisboa: Patriarca vai lançar sínodo diocesano

Ecclesia

A apresentação da iniciativa está marcada para sábado, dia 25, às 14h30 na Sé de Lisboa.

O patriarca de Lisboa, dom Manuel Clemente, vai lançar este sábado o Sínodo Diocesano 2016, com uma celebração eucarística inserida no aniversário da dedicação da catedral.

D. Manuel Clemente explicou aos jornalistas que a ideia do Sínodo, que tem como lema ‘O sonho missionário de chegar a todos', nasceu do desafio que o Papa Francisco deixou na sua exortação "A alegria do Evangelho", na qual pede uma Igreja ao serviço da "ressocialização".

O patriarca de Lisboa recorda que naquele documento o Papa argentino sublinha "uma problemática" que é hoje "transversal no mundo", a "desagregação social".

Um mundo em que todos podem "saber muito sobre uns e outros", dentro da lógica global e tecnológica atual, mas onde "ninguém está muito empenhado" no bem-comum.

"Há uma solidariedade a refazer", aponta D. Manuel Clemente, e o Sínodo diocesano pretende dar corpo a essa causa no meio das comunidades católicas de Lisboa, fomentando a "proximidade", o "interesse mutuo" entre as pessoas.

"Previsto no direito da Igreja, no direito canónico", salienta o patriarca, um sínodo diocesano tem como função levar os "vários corpos da diocese, clérigos, religiosos e religiosas, laicado, a debruçarem-se sobre problemas importantes para a vida diocesana no presente e no futuro".

A preparação da iniciativa já está em marcha nas paróquias lisboetas através da disponibilização de diversos materiais de reflexão, entre eles um guião trimestral baseado nas propostas do Papa Francisco.

Antes da apresentação do Sínodo, este sábado às 14h30 na Sé de Lisboa, vai ser feita a divulgação do vídeo promocional e do hino oficial do evento.

Na cerimónia, que poderá ser acompanhada em direto no site do Patriarcado de Lisboa, e através do Meo Kanal 210021, vão estar representantes das 289 paróquias diocesanas, que serão chamados a fazer um compromisso comunitário no âmbito da caminhada sinodal.

O Sínodo de 2016 vai coincidir com uma "efeméride" importante para a comunidade católica da região, a celebração dos 300 anos da atribuição a Lisboa do título de patriarcado.

D. Manuel Clemente espera que todas as estruturas diocesanas, movimentos, grupos, "aproveitem este pretexto, para não ser meramente ornamental ou cultural, para se relançarem na missão".

"No final de cada trimestre", todas as ideias e conclusões surgidas a partir do debate nas paróquias deverão ser "enviadas à Comissão do Sínodo" para serem analisadas e convertidas num primeiro "documento" orientador.

Já em 2016, serão convocados os "membros do sínodo diocesano, uma assembleia representante dos vários componentes da diocese", para "refletirem sobre o que foi feito e pensado" e definirem o que é "prioritário" debater no Sínodo.

"E vai ser este o nosso programa, é fazermos aqui, ao nosso nível o que o Papa quer que seja um processo global de reflexão e evangelização da Igreja inteira", conclui o patriarca de Lisboa.

 

Fonte: Agência Ecclesia

Deixe uma resposta

nove + 12 =