Mensagem da Presidente da União Internacional das Superioras Gerais, Irmã Mary Low Wirtz

Mary Low Wirtz *

"Eu encontrei esperança na paixão pela missão de Jesus que foi expressa de várias maneiras pelos Religiosos do Brasil" (Irmã Mary Low)

Nó último dia 3 de dezembro, durante a reunião do Conselho das Delegadas da União das Superioras Gerais reunidas em Aparecida-SP e advindas de 31 diferentes países, a Presidente atual, Irmã Mary Low Wirtz foi confirmada como presidente por mais um ano e meio. Após eleição, ela deixou mensagem às Religiosas presentes:

Confira também: União Internacional das Superioras Gerais se reúne com Religiosos do Brasil em Aparecida

"Durante os dias que estivemos juntos temos compartilhado aberta e honestamente sobre as realidades de nossas vidas hoje. Fiquei impressionada de quão semelhantes são muitas das nossas preocupações - se viemos da África, Ásia ou Américas. Ao mesmo tempo partilhamos esperanças semelhantes e sonhos para o nosso futuro.

Estar aqui em Aparecida teve um significado especial: testemunhamos no rosto do povo a sua devoção à Maria . Aqui numerosas transfigurações de cura aconteceram. É também significativo que estamos no tempo do Advento, refletindo sobre a presença da transfiguração de Jesus em nossas próprias vidas como sobre aquilo que ainda não nasceu dentro de nós.

O coração de nossas reflexões durante estes dias incidiu sobre as transfigurações de Jesus e a relação desse evento em nossas próprias vidas. Refletimos sobre os rostos transfigurados na sociedade e na Vida Religiosa e identificamos alguns sinais de transfiguração.

Também ouvimos as várias apresentações do rosto multicultural da Vida Religiosa no Brasil e como esta lidando com a realidade do mundo que a rodeia. Em suas apresentações ouvimos sobre os gritos dos pobres e excluídos; os gritos das pessoas que vivem no meio da violência nas favelas, os problemas dos migrantes e dos sem-terra, a devastação dentro das famílias: violência doméstica e drogas; os gritos dos escravizados pelas drogas, prostituição e tráfico; e a ganância das grandes corporações que destroem a ecologia natural da mãe terra, bem como a vida de muitas pessoas. Os desafios estão em como levar uma mensagem de amor e esperança para elas.

Quais são os sinais de esperança que ouvimos nestes dias? Eu encontrei esperança na paixão pela missão de Jesus que foi expressa de várias maneiras pelos Religiosos do Brasil. Encontrei esperança na grande colaboração entre as mulheres e os homens religiosos e na solidariedade em seus compromissos, " mantendo seus olhos fixos em Jesus"(Hb12,3). Eu encontrei esperança na formação de comunidades intercongregacionais para nova missão. Encontrei esperança em nossa própria abertura em nomear e lidar com os nossos medos e as nossas desfigurações e identificar os sinais frequentes de transfiguração.

Lembro-me da palavra da jovem filipina, na quinta-feira, na Fazenda da Esperança, que disse: "Não é fácil seguir Jesus". Entregar-se completamente a Jesus, segui-Lo, vai nos levar, muitas vezes para onde nós não queremos ir. Estamos dispostas a pagar o custo de ser a presença de compaixão e de cura no meio do mundo fragmentado de hoje e participar do seu sofrimento?

Ontem me deixei tocar por uma linha do Evangelho. "Depois Jesus perguntou aos dois homens cegos, ‘você acredita que eu posso fazer isso', disse ele. "Que seja feito segundo a vossa fé". E a visão de cada um foi recuperada conforme a sua fé. Ele está conosco. Vamos experienciar estes dias, de acordo com o grau de abertura de nossos corações e na medida em que estamos dispostos a libertar o que nos cega e continuar enfrentando as realidades de hoje.

Somos chamadas a viver mais profunda e profundamente nossa Vida Religiosa para que a luz de Cristo possa brilhar através de nós e sermos,assim, presença de esperança para o povo. Um coração que não erradia luz, não evangeliza. A Leitura de Isaías, do tempo do Advento, nos tranqüiliza: Seus ouvidos ouvirão atrás de você estas palavras: Este é o caminho, andai por ele"(Is 30, 20-21).

Continuemos sonhando e seguindo em frente na noite de incerteza, porque "sabemos bem a fonte que corre e corre...apesar de ser noite". Olhe ao seu redor. Vejamos o que está acontecendo.Algo novo está acontecendo, sendo criado".

Irmã Mary Low Wirtz, fcjm
Aparecida, 03 de dezembro.

* Irmã Mary Low Wirtz é americana, Superiora Geral da Congregação das Irmãs do Sagrados Corações de Jesus e de Maria. Tradução: Rosinha Martins.

Fonte: Comunicação da CRB Nacional

Deixe uma resposta

cinco + 8 =