19 de abril: Dia do Índio Americano

CIMI *

Por motivo do Dia do Índio Americano, que é comemorado 19 de abril, organizações indígenas de Mato Grosso do Sul estão preparando um ato na aldeia "Mãe Terra" no município de Miranda/MS, na quinta feira 16 de abril. A organização da atividade acontece por conta do povo Terena daquele município. Os objetivos da mesma são resgatar a data do Dia do Índio Americano como um dia de luta e fazer mais um reclamo em relação à necessidade urgente de demarcação das terras indígenas no Estado.

Confirmaram a presença no ato os representantes da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB); Articulação dos Povos Indígenas de Minas Gerais e do Espírito Santo (APOIME); Articulação dos Povos Indígenas do Sul (ARPINSUL) e Articulação dos Povos Indígenas do Pantanal (ARPINPAN). Também estarão participando representantes do movimento guarani e dos movimentos sociais do MS. Os organizadores da mobilização indígena explicaram que escolheram o dia 16 para garantir a presença de representantes de organizações indígenas de outros estados que, por sua vez, tem que participar das atividades locais em seus respectivos municípios e estados, o dia 19 de abril.

A "caminhada pela vida e dignidade dos povos indígenas" será entre outro um dos momentos mais importantes da manifestação indígena desse dia. Os organizadores prepararam também, segundo informação, apresentação de danças, rezas e outros rituais característicos do povo Terena. Segundo Lindomar ferreira, liderança da comunidade Mãe Terra, "a atividade vai ser um momento importante para a partilha e reflexão sobre os desafios da luta indígena em Mato Grosso do Sul e o Brasil todo, pois, estamos com a idéia de fortalecer a luta pela terra e pela defesa de nossos direitos". Manifestou também que vão resgatar o verdadeiro significado da data 19 de Abril, Dia do Índio Americano que "não é um dia de festa e sim um dia de luta". Por outro lado o ato será de preparação para a participação dos indígenas do MS no encontro anual de protesto em Brasília no chamado "acampamento terra livre".

Significado de uma data
Em 19 de abril de 2009 vai se completar 69 anos da realização do Primeiro Congresso Indigenista Latino-americano. Foi no ano 1940 na cidade de Patzcuaro, México, que a Organização dos Estados Americanos (OEA) chamou os governantes para participar desse congresso e analisar um documento sobre a política indigenista que seria implementada no norte, centro e sul americano. Os representantes dos povos indígenas estavam lá. Só que os indígenas não foram chamados para que suas vozes fossem ouvidas no evento. Eles compareceram para protestar e reclamar. Os governos em adiante nunca aceitaram a presença indígena dentro do Instituto Indigenista Interamericano da OEA. Trinta anos mais tarde, na década de 70, os governos, ao invés de aceitar em que os próprios indígenas representassem seus povos perante a OEA, decidiram anunciar que foi escolhida uma data, o 19 de abril, como o dia do índio americano, em recordação aos indígenas que se mobilizaram em 1940, durante o primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Por isso em muitos países os povos indígenas rejeitam a data oficial e tentam dar um significado diferente ao dia do índio, sendo que ela surge por conta do reclamo e denuncias dos abusos e violações de direitos humanos cometidos pelos governos e estados americanos contra os povos indígenas no continente norte, centro e sul americano.

* Conselho Indigenista Missionário

Fonte: Cimi MS

 

Deixe uma resposta

cinco × 2 =