Papa Francisco reza pelas vítimas das guerras e do acidente na Índia

No domingo da Solenidade da Santíssima Trindade, papa reza pelas vítimas de guerras e do acidente ferroviário na Índia.

Por Redação

O Papa Francisco mais uma vez demonstrou sua solidariedade e preocupação com as pessoas que sofrem ao redor do mundo. Após rezar o Angelus, o líder da Igreja Católica expressou sua proximidade às vítimas do trágico acidente ferroviário ocorrido no Estado de Odisha, na Índia.

Em suas palavras, o Papa afirmou: "Asseguro a minha oração pelas numerosas vítimas do acidente ferroviário ocorrido há dois dias na Índia. Estou próximo dos feridos e de suas famílias. Que o Pai Celestial acolha as almas dos falecidos em seu reino". No sábado, o Santo Padre enviou um telegrama ao núncio apostólico na Índia manifestando seu pesar pela "enorme perda de vidas humanas" no acidente e assegurando suas orações pelas almas dos mortos, pelos familiares das vítimas e pelas equipes de socorro.

A tragédia ocorreu perto de Balasore, a cerca de 200 quilômetros da capital do Estado de Odisha, Bhubaneswar, no leste da Índia. Após a colisão entre três trens, as operações de busca e resgate foram concluídas no sábado, resultando em pelo menos 288 mortos e 900 feridos. Esse acidente é considerado um dos piores desastres ferroviários da história do país.

Sobreviventes relataram cenas de horror, com pessoas gritando por ajuda e passageiros sendo arremessados dos beliches onde dormiam. Feridos foram encontrados dentro dos vagões e ao longo dos trilhos. Um funcionário da sala de coordenação de emergência de Balasore informou que todos os corpos e passageiros feridos foram evacuados do local do acidente. No entanto, o diretor-geral do corpo de bombeiros do Estado de Odisha, Sudhanshu Sarangi, alertou que o número de mortos pode chegar a 380.

Autoridades ferroviárias afirmaram que um erro de sinalização foi a causa da tragédia. Segundo elas, o Coromandal Express, que faz a rota entre Calcutá e Chennai, foi desviado e colidiu com um trem de carga parado. Essa colisão resultou no descarrilamento de um trem expresso que viajava entre Bengaluru e Calcutá.

Além de expressar sua solidariedade às vítimas do acidente, o Papa Francisco também pediu a proteção da Virgo Fidelis, padroeira dos Carabinieri, às famílias dos representantes presentes na Praça São Pedro. Ele estendeu esse pedido às vítimas das guerras, em especial à Ucrânia, que tem sofrido com o conflito. O tema da busca pela paz tem sido constante no pontificado de Francisco, que continua a testemunhar os efeitos negativos da "ideologia do cainismo" presente no mundo.

Neste domingo, durante a Solenidade da Santíssima Trindade, o Papa reforçou seu apelo pelas vítimas das guerras, reafirmando sua preocupação com aqueles que são afetados pela violência e pelo conflito ao redor do globo.

Fonte: Vatican News

Deixe uma resposta

dois × 3 =