Católicos na Coreia do Sul são 11,3% da população

A Conferência dos bispos da Coreia do Sul divulgou recentemente os dados da Igreja Católica no país após a compilação dos dados levantados no final de 2022.

Por Agência Fides

O número de fiéis católicos registrados em 2022 nas 16 dioceses da Coreia do Sul é 5.949.862, um aumento de 0,2% (11.817) em relação ao ano anterior. Segundo os dados levantados no final de 2022, a relação entre fiéis católicos e a população total da Coreia (52.628.623 habitantes) é de 11,3%, semelhante ao ano anterior.

Em comparação com 2021, a população total do país diminuiu em 104.077 pessoas, mas o número de católicos registrou um leve aumento , revelou o anuário Statistics of the Korean Catholic Church 2022, publicado nos últimos dias pela Conferência Episcopal católica da Coreia do Sul. O estudo contém dados atualizados até 31 de dezembro de 2022, e foi realizado consultando paróquias, associações e congregações religiosas masculinas e femininas, instituições educativas, entidades envolvidas na pastoral. Juntamente com as estatísticas, o Korean Catholic Pastoral Research Institute, um instituto dentro da Conferência Episcopal, também publicou uma análise das tendências relativas à presença da Igreja Católica e suas instituições na sociedade sul-coreana.

Segundo os dados revelados, a média de participantes na Missa dominical em 2022 foi de 699.681, o que representa 11,8% de todos os fiéis. Trata-se de um aumento de 3% em relação a 2021, que reflete a situação em 2022, quando foram suspensas as restrições à Missa dominical devido à pandemia. No entanto, nota-se que em 2019, 18,3% de todos os fiéis compareceram à Missa.

O número de novos batizados em 2022 é de 41.384, o que representa um aumento de 13,3% em relação a 2021 (36.540 pessoas). O batismo é classificado em três categorias: infantil, de adultos e de moribundos. A taxa de aumento de batismos de adultos é de 9,3%, enquanto a taxa de batismo no leito de morte é de 16%. No caso do batismo infantil, que pode ser um indicador da transmissão da fé, houve uma queda média de 7,2% de 2015 a 2019, mas 2022 apresentou um aumento de 22,1% em relação a 2021.

O número de crismandos, doentes que pedem o Sacramento da Unção, primeiras confissões e Primeiras comunhões registraram um ligeiro aumento em relação a 2021.

Os dados também revelam que o número de sacerdotes aumentou ligeiramente enquanto o número de religiosos diminuiu: o número total de padres é de 5.703, com um aumento de 77 em relação aos 5.626 do ano anterior. São 2 cardeais, 40 bispos e 5.661 sacerdotes (5.515 coreanos e 146 estrangeiros). O número de sacerdotes membros de ordens religiosas aumentou 16 unidades, chegando a 826, e o número de sacerdotes de comunidades de vida apostólica é de 149, com um aumento de 2 unidades em relação ao ano anterior. Em 2022, 96 diáconos foram ordenados sacerdotes, 3 a mais que no ano anterior.

Entre os fiéis leigos, a proporção entre os crentes é: 42,9% homens (2.551.589) e 57,1% mulheres (3.398.273 pessoas). Por idade, a porcentagem de crentes com 65 anos ou mais é de 26,4%. Nas áreas metropolitanas (Seul, Incheon, Suwon, Uijeongbu) vivem 55,9% do total de fiéis (3.326.925 pessoas ao todo). O número de paróquias (distritos administrativos onde residem os padres) é de 1.784, com um aumento de 5 unidades em relação ao ano anterior.

O número de organizações eclesiais foi calculado em 173, com duas ordens religiosas femininas adicionais. Os consagrados são 1.602 homens, em 48 ordens religiosas, e 9.974 mulheres, em 125 congregações religiosas. Um total de 227 noviços estão se preparando para os votos, vestindo o hábito consagrado pela primeira vez.

Quanto às atividades missionárias "Ad Gentes", o número de missionários coreanos no exterior é de 1.007, menos 108 unidades em relação ao ano anterior. São 244 sacerdotes, 55 pessoas consagradas e 700 religiosas, enquanto o número de missionários leigos é de 8 (mais 2 do que no ano anterior).

Deixe uma resposta

1 × 5 =