Francisco diz que é tempo de 'calar as armas' na Síria

Papa Francisco lança apelo à comunidade internacional para que se empenhe ativamente numa solução negocial para conflito sírio.

Por TSF Online

O papa Francisco lançou este domingo um apelo à paz "na Síria martirizada onde tanto sangue foi já derramado" pedindo que "as armas se calem definitivamente".

"É tempo de as armas se calarem definitivamente e que a comunidade internacional se empenhe ativamente numa solução negocial", declarou o papa na Praça de São Pedro, no Vaticano, por ocasião da tradicional mensagem de Natal, antes da bênção "Urbi et Orbi".

papa-francisco-natal-2016-01O líder religioso apelou ainda à paz na Terra Santa, pedindo que "israelitas e palestinos tenham a coragem e a determinação de escrever uma nova página da História, onde o ódio e a vingança deem lugar à vontade de construírem juntos um futuro de compreensão recíproca e com harmonia".

O chefe da Igreja Católica dirigiu ainda uma mensagem a todos os que perderam entes queridos em atos terroristas: "paz para quem perdeu um ente querido por causa de atos de terrorismo atrozes, que semearam o medo e a morte em tantos países e cidades".

Papa Francisco recorda crianças vítimas de guerra e pobreza

No sábado à noite, o Papa Francisco dedicou a homilia da Missa do Galo, na basílica de São Pedro, em Roma, às crianças que vivem sob bombardeamentos, refugiadas ou em situação de pobreza.

Perante cerca de dez mil pessoas, que encheram a basílica, o Papa Francisco pediu aos fiéis que escutem "as crianças que, hoje, não estão recostados num berço nem são acarinhados pelo afeto de uma mãe ou de um pai".

Na homilia, recordou aqueles que têm de viver em refúgios para escapar a bombardeamentos ou que se encontram numa embarcação de migrantes ou vivem na miséria.

O papa Francisco afirmou ainda que o Natal está refém do materialismo, lembrando que nesta época as pessoas preocupam-se mais com os presentes do que com os marginalizados. Cerca de dez mil pessoas assistiram à Missa do Galo sábado à noite na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Fonte: www.tsf.pt

Deixe uma resposta

sete − 6 =