Jubileu já levou ao Vaticano cerca de 18 milhões de peregrinos

Para o aumento da afluência dos peregrinos a Roma, contribuíram eventos como a canonização de sete novos santos no último dia 16 de outubro.

Por Agência Ecclesia

O Jubileu da Misericórdia (dezembro 2015-novembro 2016) já levou ao Vaticano cerca de 18 milhões de peregrinos, segundo os últimos dados revelados pela Santa Sé.

O número avançado pela Rádio Vaticano, a pouco mais de um mês do encerramento do Ano Santo extraordinário, baseia-se no total dos “peregrinos que se registraram online para as celebrações jubilares e para atravessar a Porta Santa” da Basílica de São Pedro.

el-cura-brochero-santoSegundo o serviço informativo da Santa Sé, para “o aumento” da afluência dos peregrinos a Roma, nas últimas semanas, contribuíram eventos como “a canonização de sete novos santos”, no dia 16 de outubro, uma cerimônia que contou com a participação de “80 mil pessoas”.

Outras iniciativas que contribuíram para o sucesso do Jubileu da Misericórdia foram a canonização de Madre Teresa de Calcutá, no dia 04 de setembro, a exposição dos corpos do padre Pio de Pietralcina e de São Leopoldo Mandic; e as audiências extraordinárias do Papa Francisco, integradas no jubileu, uma vez por mês ao sábado.

Na “reta final” deste Ano Santo, o Vaticano ainda vai acolher diversas iniciativas, a começar por este sábado, 22 de outubro, com “a penúltima audiência jubilar” do Papa Francisco com os peregrinos.

Para novembro está marcado o Jubileu dos Presos (dia 06) e o Jubileu dos Sem-Abrigo, com audiência, encontro e missa do Papa com os sem-abrigo (entre os dias 11 e 13).

O Ano Santo da Misericórdia vai incluir ainda um consistório para a criação de novos cardeais, no dia 19, e fechar com a festa de Cristo-Rei, a 20 de novembro, em que será também encerrada a Porta Santa da Basílica de São Pedro.

Até hoje houve 26 anos santos ordinários e dois extraordinários (anos santos da Redenção): em 1933 (Pio IX) e 1983 (João Paulo II).

Deixe uma resposta

onze + vinte =