Cardeal Hummes no Congresso Eucarístico: olhar para o futuro com maiores sonhos

Este encontro vai suscitar uma colaboração com os missionários e as atividades da Igreja na Amazônia, afirmou dom Cláudio.

Por Rádio Vaticano

Um dos frutos do Congresso Eucarístico Nacional, em andamento em Belém (PA) até domingo (21/08) será ‘suscitar novas esperanças no povo; este é um momento em que precisamos olhar para o futuro com maiores sonhos e aspirações’, afirmou o Cardeal Cláudio Hummes, Presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia e nomeado pelo Papa Francisco como seu representante no evento.

Eucaristia, suscitando a esperança
cardeal_hummes“Este encontro vai suscitar, como fruto, uma colaboração maior, uma presença daqui para frente, uma colaboração maior, uma presença maior da Igreja do Brasil, que já estava crescendo ultimamente, mas isso fortalece mais ainda esta colaboração com os missionários e as atividades da Igreja na Amazônia”.

“Acredito que num momento de crise política nacional, este é um momento que também suscita esperanças; começamos a olhar para o futuro com maiores sonhos e maiores aspirações para que o povo brasileiro possa sair da sua crise unidos, não conflitados, não deprimidos, devastados”.

Jogos Olímpicos, encorajamento para o povo
Nesta fase difícil para a nossa nação, os Jogos, com o destaque para o espírito esportivo, também podem ser um convite para a construção de um país mais justo e um futuro de esperança e alegria, como disse o Papa em sua mensagem para as Olimpíadas. Na mesma linha, Dom Cláudio afirma:

“É um bom momento religioso, mas também sobre este aspecto, esportivo, que traz alegria e festa para o povo. De um modo geral, o povo brasileiro neste momento está enfocado nesta festa olímpica e muitos católicos, neste Congresso Eucarístico. Isto é bom porque fortalece de novo e faz sair um pouco daquele clima um pouco deprimente que se abateu no Brasil já faz quase um ano”.

A expectativa para a programação desta sexta-feira (19/08) é para o Dia dedicado à Amazônia.

“O primeiro objetivo é divulgar melhor e informar os nossos bispos brasileiros sobre tudo o que é esta realidade missionária aqui da Amazônia e a nossa corresponsabilidade com os outros países que têm parcelas da mata amazônica: os 9 países que formam parte da REPAM (Rede Eclesial Pan-amazônica)”.

Deixe uma resposta

quatro × quatro =