Drones podem auxiliar o combate ao aedes aegypti

Para especialista, a ferramenta apenas melhora o trabalho das equipes em solo, tornando o trabalho mais efetivo.

Por Agência Brasil


A tecnologia tem sido mais uma arma no combate ao mosquito aedes aegypti. Além do modo tradicional de combate, agora algumas cidades estão utilizando também drones no combate ao mosquito que transmite doenças como a dengue, a febre chikungunya e o zica vírus. Para falar sobre o assunto, o programa Revista Brasil entrevistou o engenheiro industrial elétrico e especialistas em drones, Charles Roberto Stempniak.

Para o especialista esta ferramenta é um mercado muito novo, mas que pode ser bem interessante pelo fato de que os drones têm uma grande mobilidade para fazer imagens. Ele lembra que com esses equipamentos é possível “transportar câmaras para locais que até pouco tempo a gente não conseguia, fazendo imagens, aliando isso com tecnologia de processamentos de dados". Ainda segundo ele, isso aliado a sofwares e algorítimos de inteligência artificial torna possível criar soluções muito interessantes para combater os focos do mosquito.

Charles Roberto Stempniak avalia que, ao contrário do que muita gente pensa, a tecnologia não tira trabalho de ninguém. Para ele, a ferramenta apenas melhora o trabalho das equipes em solo, tornando o trabalho mais efetivo.

Confira mais informações ouvindo a entrevista na íntegra no player acima.

Fonte: EBC

Deixe uma resposta

10 − seis =