Outubro é mês de mamografia

Detecção precoce do câncer de mama pode aumentar em 90% o sucesso do tratamento.

outubrorosa_0

Por Brasil de Fato
Foto: Divulgação

O Outubro Rosa é uma campanha mundial que alerta e conscientiza mulheres sobre a necessidade de realizar exames que podem detectar precocemente o câncer de mama. As estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) indicam que, em Minas Gerais, o câncer de mama é o de maior incidência em mulheres, seguido pelo câncer de colo do útero. Em 2013, a taxa de mortalidade feminina por esse motivo foi de 11,37 óbitos para cada grupo de 100 mil mulheres.

O diagnóstico precoce é fundamental para detectar a doença em seu estágio inicial, o que aumenta em mais de 90% o sucesso do tratamento. Para as mulheres com idade entre 50 e 69 anos é recomendado pelo Ministério da Saúde que se faça a mamografia a cada dois anos. Esse exame é uma radiografia das mamas, que apesar do desconforto causado pela compressão dos seios, é uma forma eficiente de visualizar lesões suspeitas.

Para aquelas que estão fora dessa faixa etária, sobretudo mulheres de 40 a 49 anos, é indicado o exame clínico. Nesse procedimento, a médica ou enfermeira observa e apalpa as mamas da paciente em busca de nódulos ou alterações. Em caso de suspeita de câncer, a equipe de saúde pode indicar a mamografia diagnóstica.

Quais os sintomas do câncer de mama?

Material divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) explica que os sinais do câncer de mama podem variar. Geralmente, aparece um único nódulo endurecido no seio que não causa dor. No entanto, outros sintomas devem ser observados, como deformidade e/ou aumento da mama, pele enrugada, retração do mamilo, ínguas aumentadas nas axilas, vermelhidão, inchaços que não desaparecem, dor e presença de líquidos nos mamilos.

Onde fazer o exame de forma gratuita?

Mulheres com idade entre 40 e 69 anos não precisam passar por consulta médica para ter acesso à mamografia. O agendamento é feito diretamente na Unidade Básica de Saúde. Em Minas Gerais, há aproximadamente 196 prestadoras de serviço de mamografia que atendem ao SUS e mais 10 unidades móveis de mamografia que percorrem as regiões de acesso mais restrito às unidades de alta complexidade.

A relação completa dos estabelecimentos que prestam esse serviço gratuitamente pode ser visualizada AQUI.

Fonte: brasildefato.com.br

Deixe uma resposta

16 − 12 =