Regional Sul 4 da CNBB divulga nota em favor dos povos indígenas

Reunidos em Assembleia de Pastoral Regional, participantes expressaram preocupação com a dor e violência contra os povos indígenas do Mato Grosso do Sul.

Por CNBB

Guarani-Kaiowá-em-Brasília-foto-Ana-Mendes-1Ao final da Assembleia de Pastoral do regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), ocorrida nos dias 18 e 19 de setembro, em Lages (SC),  foi divulgada nota de solidariedade Sul4_assembleia_NOTA300x200aos  povos indígenas do Mato Grosso do Sul. O texto, assinado pelo bispo de Tubarão (SC) e presidente do regional, dom João Francisco Salm, alerta para violência usada contra os indígenas.

Confira a mensagem na íntegra:

Manifestação de Solidariedade

Lages, 19 de Setembro de 2015

Os participantes da Assembleia de Pastoral do Regional Sul 4, reunidos em Lages, SC, nos dias 18 e 19 deste mês de Setembro , veem com preocupação e dor a violência usada contra os Povos Indígenas no Mato Grosso do Sul.

Como ficar indiferente diante do fato de que nos últimos 12 anos ao menos 585 indígenas cometeram suicídio e outros 390 foram assassinados nessa mesma região? Como concordar com quem “demoniza” pessoas e instituições que se solidarizam e defendem pessoas que se encontram em tanto desespero? A solução para tão grave problema social está na criação de uma CPI para investigar a ação missionária do CIMI que se coloca do lado desses povos sofridos? Por que é tão lenta a ação do Governo em regularizar as terras indígenas e de indenizar os ocupantes de boa-fé?

Desejamos manifestar nossa solidariedade com o CIMI e sua causa no compromisso com a defesa dos direitos dos Povos Indígenas, seus projetos de vida e suas lutas. Comungamos da mesma fé “na força e resistência de todos aqueles que lutam pela vida, pela justiça e pela construção do Bem Viver”.

Dom João Francisco Salm

Presidente da CNBB Regional Sul 4

Fonte: www.cnbb.org.br

Deixe uma resposta

20 − dezenove =