Pastoral Afro-brasileira do Rio de Janeiro intensifica atuação

Por Assessoria de Imprensa

A coordenação da Pastoral Afro-brasileira do Rio de Janeiro realizou neste mês de setembro, um encontro com dom Roque Costa Souza, bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro e referencial da Pastoral Afro-brasileira. A reunião, além do conhecimento do grupo, serviu para conversar sobre o VIII Congresso realizado com os grupos do Rio de Janeiro.

No referido Congresso foi feito o repasse de alguns temas do subsídio de estudado "Profetismo: construindo uma sociedade justa e solidária". A experiência das espiritualidades afro-brasileira; juventude e violência; diálogo inter-religioso e avançar nas Políticas Públicas foram os temas estudados durante o Congresso que teve como lema: "Chamei você para o serviço da justiça" (Is 42, 6).

O Congresso assumiu os seguintes compromissos: participação nos movimentos inter-religiosos; o engajamento na eleição para conselheiro tutelar; apoio a dois membros da Pastoral Afro-brasileira de Bangu e a realização de um encontro de jovens negros, em abril de 2016.

Após refletir sobre a missão e a responsabilidade profética, os membros da Pastoral Afro-brasileira colocaram-se a serviço da justiça e das lutas dos negros e negras, testemunhando a identidade e animando a todos para o exercício da plena cidadania e o direito a vida.

Encorajados pela Palavra de Deus, na perspectiva de ampliação do diálogo inter-religioso, o grupo da Pastoral Afro-brasileira do Rio de Janeiro participou também da caminhada das Mulheres e da Caminhada contra a Intolerância Religiosa, sobretudo das religiões de matrizes africanas na capital carioca.

A Pastoral está empenhada para que as Ações Afirmativas, na garantia de direitos fundamentais, assegurem a dignidade da pessoa humana e se constituem como caminhos para que a justiça e a igualdade cheguem aos mais necessitados, de maneira particular a juventude. Apoia as Políticas Públicas e trabalham para que os conselhos de direitos façam de fato o controle social com recorte étnico racial.

Todos esses compromissos estão fundamentados na missão libertadora de Jesus Cristo e podem contribuir para uma sociedade de paz e justiça na perspectiva de uma Igreja em saída, como propõe o papa Francisco.

Com informações da Partoral Afro-brasileira do RJ.

Deixe uma resposta

20 + 20 =