Plenária de Economia Solidária em Manaus

Stephen Ngari

Nos dias 16, 17 e 18 de abril, no auditório da Universidade Estadual do Amazonas, em Manaus, aconteceu a IV Plenária Municipal da Economia Solidária, com o tema, "Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável". A Plenária contou com a participação de empreendedores, assessorias, gestores que compõem o Fórum Municipal da Economia Solidária e demais interessados no tema. Estavam presentes vários grupos e a Associação da Economia Solidária de Manaus e municípios vizinhos que fazem parte do Fórum. Alguns com seus produtos para expor e vender.

Antes de começar a discutir o tema da Plenária, o que foi feito em forma de oficinas, o grupo fez memória da economia solidária e seu posicionamento diante do capitalismo. Depois houve apresentação de grupos e organismos que apoiam a economia solidária. A Cáritas arquidiocesana de Manaus foi representada por Alfa de Jesus Martins, assessora e articuladora do fundo rotativo/economia solidária. Ela destacou como as pessoas podem ajudar umas às outras através do fundo. A Cáritas, mesmo que não apoie financeiramente os grupos da economia solidária, dá o apoio logístico e de formação.

O poder municipal foi representado pelo gerente de economia solidária da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SEMTARD). Na sua fala, ele destacou o compromisso da atual gestão de inaugurar os sete bancos comunitários projetados para Manaus. O do Morro da Liberdade está funcionado, mesmo com dificuldades.

Porém, a realização do projeto dependerá também da organização dos grupos de economia solidária. O poder público, além das estruturas logísticas, tem os bancos comunitários. Não faltaram reclamações sobre a omissão da prefeitura no desenvolvimento desta estrutura. Mas, o gerente prometeu que a nova gestão está consciente do valor da economia solidária e apoiará os grupos e todos os envolvidos na causa.

A Cooperativa de Assessoria e Serviços Técnicos Educacionais e Projetos Sociais da Amazônia (COOASTEPS), representada por Ronaldo Seixas apresentou o programa de capacitação e formação de pessoas que participam da economia solidária. Mas, por questões burocráticas, o processo de formação ainda não começou. Ele garantiu que tem verba para isso e logo começarão as inscrições.

A Plenária terminou com o planejamento do período 2013/2014 e a composição da nova coordenação do Fórum Municipal de Economia Solidária de Manaus.

Fonte: Stephen Ngari / Revista Missões

Deixe uma resposta

dezesseis + seis =