Campo Grande saúda Dom Dimas, seu terceiro arcebispo metropolitano

Cecília de Paiva *

"Bendito aquele que vem em nome do Senhor." Estas foram as palavras aclamadas pelos participantes da missa de posse de Dom Dimas Lara Barbosa, na manhã deste domingo (10), como terceiro arcebispo metropolitano da arquidiocese de Campo Grande, MS. Na entrega do cargo, o seu antecessor, Dom Vitório Pavanello emocionou-se ao citar alguns trabalhos realizados ao longo de 25 anos a frente da arquidiocese.

Confira também: Dom Dimas - Servir com alegria

Na sua homilia, Dom Dimas, que já foi secretário da CNBB, lembrou o quanto foi bem recebido por Dom Vitório e toda a Igreja Campo-grandense. Segundo o novo arcebispo, é desde criança que aprende qual o significado de servir a Deus e aos irmãos com o testemunho das pessoas consagradas. Afirmou, ainda, o quão importante é compor um colegiado que congrega os mesmos ideais, como parte do "Colégio Universal de Bispos." Disse isso ao agradecer a presença dos bispos do Regional Oeste 1 da CNBB (Estado do Mato Grosso do Sul) e de outros lugares do país, especialmente os bispos do Rio de Janeiro, onde atuava como bispo auxiliar. Nas palavras dirigidas ao presbitério da arquidiocese, convidou a todos serem testemunhos de fraternidade e do merecimento das palavras bíblicas "vede como eles são unidos".

Nos discursos do dia, representantes da igreja campo-grandense apresentaram seus agradecimentos a Dom Vitório e deram boas-vindas a Dom Dimas. Entre eles, destacamos o discurso do presidente da Conferência dos Religiosos - CRB/MS, padre Silvio da Silva, o qual lembrou a realidade da Igreja sul-matogrense, comprometida com a causa dos Povos Indígenas, com uma grande parcela da juventude desnorteada, com a realidade de acampados e assentados em situação de vulnerabilidade, entre outras situações que exigem a presença de lideranças religiosas nas comunidades.

A solenidade foi realizada no Ginásio Dom Bosco com a presença de várias autoridades religiosas e políticas, entre elas o Cardeal Dom Eusébio Oscar Scheid, scj, bispos e arcebispos de outras partes do país, o governador do estado e o prefeito de Campo Grande.

* Cecília Soares de Paiva - mestranda em comunicação pela UNESP.

 

Fonte: Revista Missões

Deixe uma resposta

3 + 13 =