Vamos renovar pensamentos, palavras e ações

Maria Regina Canhos Vicentin *

O Natal se aproxima. Que bacana! Mais uma vez, Jesus vai nascer. Nossos corações precisam se preparar, pois serão as manjedouras do Senhor. A revista O Mensageiro de Santo Antônio deste mês de dezembro traz uma capa bastante interessante. Mãos, em sinal de oferta, erguendo um recém-nascido, com os dizeres: "Natal, um Deus que pede colo". Que lindo! O próprio Deus se oferece; se entrega nas mãos dos homens, esperando amolecer os corações mais duros e conquistar todos aqueles que se dispuserem a acolhê-Lo.

Vivemos dias de instabilidade e preocupação. A situação de nossos irmãos no Rio de Janeiro mobiliza o pensamento e as orações de inúmeros brasileiros em todo o país, que se solidarizam com suas angústias e temores. Qual furúnculo que precisa ser limpo, sujeita os cidadãos ao medo e a dor, mas não estão sós. O próprio Cristo os acolhe com os braços abertos, e os convida para juntos celebrarem mais um Natal.

Podemos ajudar a mudar o cenário atual alterando nossos pensamentos. De uns tempos para cá, as pessoas alimentam ideias sombrias e extremamente pessimistas. O mundo parece estar ficando mais pesado com essas vibrações e sentimentos negativos. Precisamos urgentemente rever a nossa forma de encarar os fatos e acontecimentos. A depuração é necessária, e estamos vivendo esse processo agora. Joio e trigo começam a ser separados. Sabíamos que isso iria acontecer um dia. Nosso organismo precisa se libertar das substâncias inúteis e nocivas. Vamos começar renovando nossos pensamentos. Não há mais lugar para o velho. Ele está sendo paulatinamente substituído. Precisamos nos revestir do novo. Hábitos saudáveis, equilibrados, positivos. Chega daquilo que pesa: maldade, mágoa, desrespeito, insensatez...

Natal é advento. É vida plena que chega. É oportunidade de renascimento, mudança, transformação. Precisamos participar desta festa com a mente e o coração abertos. O momento é propício, o momento é este. Entregue-se, renove-se, mude a feição do mundo. Se cada um fizer a sua parte, em breve, presenciaremos coisas fantásticas. Nossos pensamentos criam a nossa realidade. Toda ação é, antes de tudo, imaginada em nossa mente. Primeiro, nós a visualizamos. Depois, nos encantamos com ela. Uma ação somente se manifesta através da nossa escolha, do nosso livre-arbítrio. Creio que temos feito escolhas aleatórias, pois duvido que estejamos satisfeitos com os resultados de nossos pensamentos e ações no mundo. Mas, o Espírito do Senhor nos reserva frutos maravilhosos!

O amor nos impele à prática da caridade. A alegria enche a vida de satisfação. A paz nos garante um sono tranquilo. A longanimidade permite que sejamos indulgentes e corajosos. A benignidade nos auxilia a sermos afetuosos e complacentes. A bondade nos predispõe à prática da justiça e do bem. A fidelidade dota a nossa afeição de constância e lealdade. A mansidão nos confere brandura e índole pacífica. O domínio próprio nos assegura a força de vontade para exercermos o controle de nossas inclinações e temperamento.

Neste Natal, vamos renovar nossos pensamentos, palavras e ações, vivendo em comunhão com o Espírito de Deus, a fim de que Seus frutos se manifestem e permaneçam em nós.

* Maria Regina Canhos Vicentin (e.mail: contato@mariaregina.com.br) é escritora. Acesse e divulgue o site da autora: www.mariaregina.com.br.

Fonte: www.mariaregina.com.br

Deixe uma resposta

um × 5 =