Irmãs Missionárias da Consolata morrem após acidente em Roraima

Karla Maria

As irmãs Ana Elinda Gonçalves Lara e Amélia Gil Diaz, do Instituto das Irmãs Missionárias da Consolata, morreram na manhã de ontem (14/12), após acidente de carro na BR 174, perto da cidade de Mucajaí - RR.

Ambas de nacionalidade colombiana, estavam a bordo de seu carro na estrada entre Mucajaí e Boa Vista, a caminho de uma reunião, quando um carro próximo no sentido oposto invadiu o percurso.

Dom Roque Paloschi, bispo de Roraima, soltou nesta manhã (15/12) nota de falecimento e condolências. "A Igreja de Roraima é chamada a viver, mais uma vez, a experiência da paixão e completar "em sua própria carne o que falta à paixão de Cristo para o bem do seu povo". E ao mesmo tempo experimenta a confiante certeza de que "nem a morte, nem a vida...nada poderá nos separar do amor de Deus, manifestado em Jesus Cristo, nosso Senhor". Que Nossa Senhora da Consolata, a Mãe da consolação conforte os familiares, parentes, as nossas comunidades do Mucajaí e de modo particular o Instituto das Irmãs Missionárias da Consolata", finalizou o bispo de Roraima.

A Ir. AMÉLIA GIL DIAZ, colombiana, nascida a 04 de outubro de 1943, religiosa no Instituto das Irmãs Missionárias da Consolata, chegou à missão na Amazônia em 1982. Trabalhou em Boa Vista e Manaus e, desde 2004 vivia sua missão na Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Mucajaí - RR.

A Ir. ANA ELINDA GONÇALVES LARA, colombiana, nascida a 27 de dezembro de 1964, religiosa no Instituto das Irmãs Missionárias da Consolata, chegou em Roraima em 2003 e vivia sua missão na Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Mucajaí - RR.

 

Fonte: Diocese de Roraima

Deixe uma resposta

um × 4 =