Festa congolesa celebra as mulheres

Veja como foi o Dia Internacional da Mulher comemorado na República Democrática do Congo.

Por Jean-Claude Bafutanga *

O Dia Internacional da Mulher celebrado em 8 de março nos lembra a reivindicação por melhores condições de trabalho e igualdade de direitos que ecoaram nos diversos protestos das mulheres dos Estados Unidos e Europa no ano de 1975.

Desde então, a comemoração veio a ser oficializada e continua sendo celebrada no mundo inteiro, como também na República Democrática do Congo, um país que se localiza no centro da África. Nota-se que cada país e região têm a sua maneira de celebrar essa data. No Congo, em quase todas as regiões ou estados se celebra da mesma forma.

IMG-20210310-WA0053

As mulheres congolesas têm um estilo específico para comemorar a festa; em primeiro lugar elas fazem a preparação costurando a roupa com o tecido cultural típico do Congo chamado de “liputa”, que em outro país, como Moçambique, chama-se de “capulana”. Esse tecido é multicolor e cada mulher escolhe a cor segundo o gosto e estilo. Geralmente, a cada ano, as mulheres se preocupam em preparar roupas novas para a data. Depois de ter roupa bem-feita, no dia da festa, elas se juntam segundo os grupos, sejam religiosos, paroquiais, ou do trabalho.

IMG-20210310-WA0056

Estilo colorido

Nesse ano, no dia 8 de março, estando de férias na minha terra, Isiro, tive a oportunidade de participar na comemoração do Dia Internacional da Mulher na Paróquia de Saint André Kagwa, dos missionários da Consolata. A cerimônia iniciou-se com a Santa Missa, depois houve a apresentação de todos os grupos das mulheres, nos diferentes movimentos pastorais. Todas as mulheres, “mães e meninas jovens, adolescentes até mesmo pequeninas” fizeram desfile, grupo por grupo, das diferentes pastorais como: Grupo de Mulheres da Legião de Maria, Mulheres Catequistas, Meninas Jovens da Catequese, Meninas do Grupo de Jovens, Mulheres Viúvas etc.

IMG-20210310-WA0055

Depois do desfile, houve várias apresentações como teatro, poemas, brincadeiras e enfim jogo de futebol que envolveram todas as mulheres que estavam presentes. Para finalizar, houve partilha dos alimentos tipicamente congoleses como: Pondu (folha de mandioca cozida), Fufu (farinha de mandioca e farinha amarela de milho cozidas juntas), Loso (arroz), Madesu (feijão), para todos os convidados e, sobretudo, participantes do evento. Em seguida, houve entrega do prêmio para as que ganharam na competição do jogo de futebol e no desfile de moda, de verdadeiras mulheres congolesas (Rainha do Congo).

IMG-20210310-WA0054

Assim foi a celebração do Dia da Mulher no estilo congolês, muito linda e com muita bênção, bem divertida e proveitosa para as nossas mulheres da cidade de Isiro e de modo particular da Paróquia Saint André Kagwa de Somana; sem esquecer também várias outras festas em outras organizações, paróquias ou grupos.

* Jean-Claude Bafutanga, imc, é missionário da Consolata no Brasil e encontra-se em férias na República Democrática do Congo.

Deixe uma resposta

13 + 14 =