Pastoral Carcerária lança estudo sobre luta antiprisional

Próximo dia 10 de setembro, no espaço Tapera Taperá, em São Paulo, Pastoral lança relatório e hotsite.

Por Assessoria de Imprensa da Pastoral Carcerária

A Pastoral Carcerária irá lançar na próxima segunda, 10 de setembro, a pesquisa Luta antiprisional no mundo contemporâneo: um estudo sobre experiências em outras nações de redução da população carcerária.

Também será lançado, junto com o relatório, um hotsite das organizações que lutam contra o encarceramento, em defesa do desencarceramento da população prisional.

logocarcerariaO lançamento irá ocorrer às 19 horas no espaço Tapera Taperá, Av. São Luís, 187 - 2º andar - República - São Paulo, durante o evento “as lutas anti prisão no Brasil e nos EUA”, que busca identificar os componentes das práticas pelo desencarceramento e contra a cultura punitivista em dois dos países em que mais se prende no mundo.

Nos dias atuais, o Brasil aprisiona mais de 725 mil pessoas, ficando atrás apenas da China e dos Estados Unidos, ambos com população prisional decrescentes nos últimos anos, e deixando para trás a Rússia, hoje com cerca de 595 mil pessoas presas.

A população que é encarcerada é a que mais foram negadas as condições básicas de existência da história do país: o povo negro, morador dos diversos recantos empobrecidos e militarizados pelo país. Diante desse quadro pouco promissor, o relatório da Pastoral traça um panorama geral para identificar os países que atualmente sustentam um processo de redução contínua da população carcerária e que processos sociais dinamizam tal transformação.

Fonte: Assessoria de Imprensa Pastoral Carcerária

Deixe uma resposta

um × dois =