Jornada Mundial da Juventude 2016: segurança é prioridade

A Europa é forte o suficiente e, em união com os Estados Unidos, será capaz de transmitir segurança à Polônia, não somente durante a JMJ...

Por Rádio Vaticano

BRAZIL-POPE-WYD-FINAL-MASS

Garantir a segurança dos peregrinos e voluntários é prioridade para os organizadores da Jornada Mundial da Juventude 2016: foi o que disse o Arcebispo de Cracóvia e anfitrião do evento, Card. Stanislaw Dziwisz, após os atentados de Paris.

“A Europa é forte o suficiente e, em união com os Estados Unidos, será capaz de transmitir segurança à Polônia, não somente durante a JMJ, mas também durante o próximo campeonato europeu de futebol, que será realizado na França”, disse o Cardeal, em declarações à Agência Sir.

Por sua vez, o Secretário-Geral do Comitê da JMJ 2016, Padre Grzegorz Suchodolski, afirmou que nesta situação “devemos nos comportar como cidadãos maduros e cristãos, solidarizando-nos com todas as vítimas do terrorismo no mundo e, como fiéis, rezar por elas”.

Nas redes sociais da Jornada Mundial da Juventude, foi lançada uma cadeia de oração com a hashtag “pray for peace”.

Fonte: br.radiovaticana.va

Deixe uma resposta

quatro × cinco =